CPI do Femincídio visita Delegacia Especial de Atendimento à Mulher

Cláudio Abrandes preside reunião da CPI do Feminicídio

A CPI do Feminicídio da Câmara Legislativa do Distrito Federal irá à Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), no final da tarde desta segunda-feira (10), para colher informações acerca do enfrentamento ao feminicídio. A Deam integra uma série de visitas que o colegiado fará a instituições a fim de conhecer a estrutura e coletar dados sobre a questão do femincídio no Distrito Federal. O cronograma de ações foi aprovado em reunião nesta segunda-feira (10), na sala das comissões, pelos deputados Claudio Abrantes (PDT), Arlete Sampaio (PT), Fábio Felix (PSOL) e Eduardo Pedrosa (PTC).

Estão previstas visitas e diligências, ainda neste mês, ao Núcleo Integrado de Atendimento à Mulher (NUIAM), ao Núcleo de Atendimento à Família e aos Autores de Violência Doméstica (Nafavd), ao PROVID-Prevenção Orientado à Violência Doméstica e Familiar e ao Instituto Médico Legal (IML). Esses órgãos são responsáveis por atuar, em diversas instâncias, no enfrentamento ao feminicídio e à violência contra a mulher; no acompanhamento às pessoas em situação de violência doméstica e familiar, tanto às mulheres vítimas quanto aos autores; bem como nas ações de prevenção a essas violências.

Estrutura – O colegiado também se reuniu hoje (10) com o presidente da CLDF, deputado Rafael Prudente (MDB), para tratar sobre a estrutura da CPI do Feminícidio. Segundo Claudio Abrantes, deverão ser publicados, até o final desta semana, atos regularizando espaço físico, equipamentos e pessoal, conforme reivindicado pelos integrantes em reunião da semana passada. O GDF também deverá ceder servidores especializados na temática, acrescentou Abrantes.

Franci Moraes
Fotos: Figueiredo/CLDF
Núcleo de Jornalismo – Câmara Legislativa

Fonte: CLDF

BSBTimes

Antropólogo, sociólogo, estudou ainda economia e Direito, especialista em antropologia econômica. Com mais de 16 anos de experiência na Admisnitração pública, já atuou em diversos porgãos do Governo do Distrito Federal. Gaúcho de Passo Fundo, radicado no DF a 27 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui