Desenvolvimento Social estava parado, mas Zé Humberto à frente será diferente

O Secretário de Governo Zé Humberto é  também o novo Secretário de Desenvolvimento Social e vai organizar tudo

Na primeira onda da quarentena do Coronavírus, que inclui a saúde e a assistência social, será necessária uma reforma administrativa para preparação da segunda onda que é reequilibrar a economia.

A sociedade precisa mesmo de uma pessoa à frente do social no DF que tenha pulso forte e sensibilidade humana, e também tenha acesso ao setor produtivo.

Cras e Creas tudo fechado

Implantaram atendimento via telefone, mas nunca atendem. Bolsa Família sem novos cadastros, Benefício de Proteção Continuada sem atendimento, Cadastro Único incompleto.

“A maneira de trabalho foi repensada para minimizar, ao máximo, os transtornos para o cidadão”, destacou a Secretária Adjunta de Desenvolvimento Social, Valéria Rocha. “Servidores de unidades voltadas prioritariamente para atendimento em grupos foram realocados para reforçar o teleatendimento”, explicou.

Os Centros de Referência da Assistência Social (Cras) e os Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) passaram a viabilizar o teleatendimento à população do Distrito Federal.

Por serem unidades da Política de Assistência Social com alta rotatividade e concentração de pessoas, ficou estabelecido que o atendimento presencial ficasse temporariamente suspenso. A medida segue orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) de evitar aglomerações, capazes de disseminar o novo coronavírus, a Covid-19.

BSBTimes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui