Covid-19: cresce o número de internações de pacientes no DF – Mas, Brasília é a capital melhor preparada para enfrentar a pandemia

Leitos disponíveis no Hospital de Base _ foto_divulgação - BSB Times

No dia 1º de maio, eram 96 pacientes, entre pessoas nas enfermarias e UTIs, número que passou para 192 nessa terça

Fonte: Metrópoles – Márcia Delgado

O número de internações de pacientes com coronavírus tem aumentado no DF. Para se ter ideia, no dia 1º de maio, eram 96 pessoas, sendo 53 em enfermaria e 43 em unidades de terapia intensiva (UTIs). No boletim divulgado no fim da tarde dessa terça-feira (12/05), o total passou para 192, ou 6,4% do total de contaminados. Destes, 87 estavam mais graves e precisam de cuidados intensivos.

O GDF dispõe de 172 leitos de UTIs na rede pública, em estabelecimentos próprios e conveniados, para tratamento de pacientes infectados pelo novo coronavírus. Nessa terça, 21,1% estavam ocupados.

A previsão é de que até o final de junho a rede pública conte com mais de 800 leitos com suporte ventilatório, segundo projeção encaminhada pela Secretaria de Saúde ao Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT). Na rede privada, há 357 leitos de UTIs. Deste total, 166 são destinados ao tratamento da Covid-19 e contam com taxa de 25% de ocupação, segundo o GDF informou ao MP.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui