DF: 39 comerciários têm resultado positivo em testes rápidos para Covid-19

A testagem dos comerciários começa hoje (27) - foto: Metrópoles

No total, 6.789 pessoas foram testadas. Os exames feitos nos últimos três dias contaram com o apoio da Secretaria de Saúde

Fonte: Metrópoles – Nathália Cardim

ara a retomada de atividades em lojas de rua e shoppings, trabalhadores do Distrito Federal estão sendo testados para a Covid-19. Em três dias da ação da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal (Fecomércio-DF), 6.789 exames rápidos foram feitos, e a doença detectada em 39 pessoas.

Os exames e a equipe de apoio são cedidos à entidade pela Secretaria de Saúde. Nove postos de testagem estão funcionando para atender os comerciários desde terça-feira (26/05).

No primeiro dia da testagem, 1.329 comerciários passaram pelos exames nos dois primeiros postos abertos: na unidade do Serviço Social do Comércio (Sesc) da 504 Sul e no Taguaparque, em Taguatinga.

No primeiro, dos 1.192 testes rápidos realizados, cinco deles tiveram resultado positivo. No segundo local, dos 137 exames feitos, apenas um mostrou estar com a doença. No segundo dia, os testes ocorreram em nove postos. Ao todo, foram aplicados 3.108 testes e sete deram positivo.

O posto montado em Ceilândia registrou cinco casos e as unidades do Taguaparque e Sobradinho tiveram um caso em cada unidade.

Na quinta-feira (28/05), aconteceram 2.352 exames, e a doença foi detectada em 26 trabalhadores. Os postos que registraram a Covid-19 foram: Ceilândia (15), Taguaparque (4), Sobradinho (2), Samambaia (2), Brazlândia (1), Gama (1) e Guará (1).

A realização dos exames têm o objetivo de conter a disseminação do novo coronavírus após a retomada das atividades no setor do comércio.

Mais 2 mil testes

Secretaria de Saúde autorizou, na noite de quinta-feira, a liberação de um malote com 2 mil testes para coronavírus para atender os comerciários a partir da manhã desta sexta-feira (29/05).

A decisão ocorre após o Metrópoles revelar o desabastecimento em pelo menos sete pontos montados para diagnosticar gratuitamente os comerciários do Distrito Federal, o que resultou na suspensão total do serviços em todas essas localidades.

A reportagem apurou que houve falta de kits de exames no Taguapark, Gama, Guará, Ceilândia, Sobradinho e Taguatinga Sul. As únicas unidades que deram continuidade à testagem nesta quinta foram as de Brazlândia, que permanece com estoques de exames, e do Serviço Social do Comércio (Sesc) da 504 Sul, onde os kits acabaram no fim do dia.

Pelo acordo firmado, a Secretaria de Saúde ficaria responsável pelo abastecimento dos pontos montados pela Federação do Comércio (Fecomércio-DF), a quem cabe a logística para diagnosticar integrantes do segmento com Covid-19.

Demandas

De acordo com a entidade, os novos kits serão divididos para os pontos, a depender da demanda registrada em dias anteriores. O Sesc-DF também avalia instituir o pré-agendamento para a realização de testes gratuitos.

O exame é uma das exigências do Governo do Distrito Federal (GDF) para que as lojas de rua e shoppings voltem a funcionar durante a pandemia da Covid-19.

BSB TIMES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui