Quais são as cidades do DF que concentram 42% das mortes por COVID?

Quais são as cidades do DF que concentram 42% das mortes por COVID - foto Metrópoles

Ceilândia, Samambaia e Plano Piloto somam 74 dos 176 óbitos. Em casos confirmados, 1 de cada 4 infectados mora em alguma dessas RAs

Fonte:Metrópoles – Matheus Garzon

Três cidades concentram 42% das mortes registradas por coronavírus em todo o Distrito Federal. Conforme dados da Secretaria de Saúde, Ceilândia, Samambaia e Plano Piloto somam 74 dos 176 óbitos de moradores da capital do país.

Quando a análise passa ser o número de casos confirmados, as três regiões administrativas têm um em cada quatro infectados pela Covid-19. Dos 12.020 contaminados até a noite dessa quarta-feira (03/06), 3.202 têm endereço de alguma das três localidades.

A alta de doentes e falecimentos nessas RAs ajuda a entender um outro dado: a taxa de isolamento social.

Campeã de mortes – 39 – e de casos, Ceilândia também é líder no quesito “ficar fora de casa”. Com apenas 31% dos moradores em quarentena, a explosão de ocorrências levou deputados distritais sugerirem ao governador Ibaneis Rocha (MDB) que seja aplicado um lockdown na cidade. Morador da região administrativa, Chico Vigilante (PT) fez, em vídeo, um apelo ao chefe do Executivo local para que faça o bloqueio total da cidade. A medida é estudada pelo GDF.

Já Samambaia e Plano Piloto, com 24 e 11 óbitos, respectivamente, continuam com índices insatisfatórios de isolamento, embora melhores que os de Ceilândia. Conforme revelado pelo Metrópoles, enquanto na primeira a taxa está em 40%, na segunda a média chega a 50%.

Uma das maiores preocupações com o avanço da Covid-19 em Brasília é a quantidade de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Com 322 leitos disponíveis, 46% estão ocupados atualmente. A situação está sob controle e o GDF trabalha para tentar abrir mais unidades a fim de se preparar para um possível pico da doença.

Como o coronavírus segue até o momento a curva esperada, o governo decidiu dar um voto de confiança à população e autorizar o retorno de diversas atividades comerciais no DF.

Nessa quarta,parques também receberam aval para reabrir, assim como igrejas. Em todos os casos, os responsáveis terão de seguir protocolos para evitar a propagação do vírus, como exigir máscaras dos frequentadores, disponibilizar álcool em gel e criar uma logística que mantenham as pessoas a pelo menos 1,5 metro de distância uma das outras.

BSB TIMES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui