Ibaneis em embate com promotor de Justiça

Fonte: CB.Poder
O governador Ibaneis Rocha (MDB) abriu guerra com o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) ao apresentar uma reclamação disciplinar contra o promotor de Justiça Eduardo Gazzinelli Veloso no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Ibaneis aponta que Gazzinelli feriu o princípio do “promotor natural” ao fiscalizar a instalação dos equipamentos comprados em contrato emergencial para o hospital de campanha do estádio Nacional Mané Garrincha, destinado aos pacientes com covid-19.

Em 18 anos no Ministério Público, Gazzinelli nunca havia sido alvo de uma representação no CNMP ou na Corregedoria. Ele é considerado um promotor atuante, autor de investigações penais e de improbidade importantes no MPDFT e também em atuação por designação na Procuradoria-Geral da República, nas gestões de Roberto Gurgel, Rodrigo Janot e Raquel Dodge.

Na representação, Ibaneis alega que o promotor que atua na área de Defesa do Patrimônio Público e Social (Prodep) não integra a força-tarefa de fiscalização dos contratos e medidas emergenciais para conter o avanço do novo coronavírus. A repercussão da representação foi grande e vários integrantes de órgãos de controle se solidarizaram com Gazzinelli.

Fiscalização com hora marcada

Na representação, Ibaneis Rocha alega que Eduardo Gazzinelli integra, no Ministério Público do DF, um grupo ligado ao ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, uma vez que o promotor de Justiça atuou na PGR em processos com foro no STJ.

Ibaneis cita o fato de ter feito uma representação na OAB contra a liberação da carteira de advogado a Janot, quando ele se aposentou. Por isso, o governador pede que o CNMP conceda uma liminar que impeça Gazzinelli de fiscalizar novas instalações da saúde ou, pelo menos, comunique o GDF com antecedência de 24 horas.

Reprodução: BSB TIMES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui