Saque emergencial do FGTS começa em 15 de junho; tire suas dúvidas

FGTS 2020 - saiba como sacar - BSB TIMES

Os trabalhadores terão direito a sacar até R$ 1.045 em 2020, considerando contas ativas e inativas do FGTS

Fonte: Correio Brasiliense – Jair R. Sena e Marina Barbosa

O dinheiro do saque emergencial do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), para ajudar os trabalhadores que tiveram perda de renda durante a pandemia do novo coronavírus, começa a ser disponibilizado pela Caixa Econômica Federal na próxima segunda-feira (15/6).

A expectativa é que cerca de 60,8 milhões de pessoas sejam beneficiadas e R$ 36,2 bilhões sejam sacados do fundo. Há a estimativa ainda de que 80% das contas de FGTS sejam zeradas com o saque. O dinheiro será primeiro disponibilizado em uma conta social pela qual as pessoas poderão pagar contas e fazer compras. O saque dos valores em dinheiro vivo só poderá ser feito depois, de acordo com um calendário que levará em conta o mês de aniversário do trabalhador.

Tire suas dúvidas sobre o saque emergencial do FGTS a seguir:

O que é o saque emergencial do FGTS?

É um valor que pode ser retirado pelo trabalhador do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), conforme autorizado na Medida Provisória nº 946. O objetivo do governo é ajudar aqueles que tiveram perda de renda durante a pandemia do novo coronavírus.

Quem tem direito ao saque emergencial?

Pode sacar o benefício qualquer pessoa que tenha dinheiro (saldo) em conta ativa ou inativa do FGTS.

Qual valor pode ser sacado?

Diferentemente do saque liberado no ano passado, o total do saque em 2020 levará em consideração todas as contas do trabalhador. Ninguém poderá sacar mais de R$ 1.045, ainda que tenha duas ou três contas com valores maiores.

Se o trabalhador possuir mais de uma conta FGTS com saldo, o saque será feito primeiro nas contas de contratos de trabalho extintos (contas inativas), iniciando pela conta que tiver o menor saldo, e após isso, nas demais contas, também iniciando pela conta que tiver o menor saldo.

Como será feito o pagamento do benefício?

Seguirá os mesmos moldes do pagamento do auxílio emergencial de R$ 600. Ou seja, será feito primeiro em uma conta digital da Caixa e só depois poderá ser sacado presencialmente nas agências do banco.
Reprodução: BSB TIMES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui