CLDF define atividades religiosas como essenciais

Com isso, igrejas ou templos, de qualquer credo, não poderão ser fechados pelo GDF, mesmo com a pandemia do novo coronavírus

Fonte: Jornal de Brasília

Nesta terça-feira (16) a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) aprovou, em primeiro turno, o projeto de lei que transforma atividades religiosas como essenciais.

Com isso, igrejas ou templos, de qualquer credo, não poderão ser fechados pelo GDF, mesmo com a pandemia do novo coronavírus. O autor da proposta, Rodrigo Delmasso, afirmou que os templos tem papel social de grande relevância durante a pandemia.

Reprodução: BSB TIMES

Rogério Cirino de Sá Ribeiro, goiano, 51 anos, casado, três filhos. Bacharel em Administração de Empresas pela UNIPLAC. Licenciado em História pela UPIS e MBA em Gestão de Projetos pela ESAD. Empresário do audiovisual desde 2012.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui