GOIÂNIA: Professor da PUC Goiás é cotado por Bolsonaro para assumir MEC

Com a demissão de Carlos Alberto Decotelli, Gilberto Garcia, ex-vice-reitor da UEG e professor da PUC Goiás, é um dos principais nomes analisados pelo presidente Bolsonaro

om a demissão de Carlos Alberto Decotelli em razão da polêmica envolvendo informações falsas constantes em seu currículo Lattes, o ex-vice-reitor da Universidade Estadual de Goiás (UEG) e professor da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC Goiás), o frei franciscano Gilberto Garcia, é o novo cotado pelo presidente Jair Bolsonaro para assumir o Ministério da Educação (MEC).

A informação foi adiantada pelo jornal O Globo. O veículo ouviu interlocutores que teriam dito que Garcia teria o apoio de Antônio Veronezi, empresário da educação privada próximo de Onyx Lorenzoni, ministro da Cidadania, e do ex-ministro Abraham Weintraub.

Segundo o site da Associação Nacional de Educação Católica do Brasil, a Anec, Garcia é doutor, Mestre e Graduado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro UFRJ; foi Reitor da FAE Centro Universitário, reitor da Universidade São Francisco/USF, vice-reitor da UEG e reitor da Universidade Católica de Brasília/UCB.

Ele também é professor adjunto do Programa Stricto Sensu em Ciências da Religião da Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

FONTE: Poertal O DIA ONLINE, por Ton Paulo

FOTO: www.edgarlisboa.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui