DF tem 112 vagas disponíveis em UTI de Covid-19

Os dados, divulgados nessa quarta-feira (1º/07), indicam ocupação de 82,5% dos leitos. Apenas nove das 33 RAs têm leitos vazios

O Distrito Federal terminou a tarde dessa quarta-feira (1º/07) com ocupação de 82,5% dos leitos de unidades de tratamento intensivo (UTI) reservados para pacientes com o novo coronavírus, segundo dados divulgados pela Secretaria de Saúde. No início de junho, a ocupação total era de 59%.

Em número absoluto, a realidade ganha dimensão ainda mais preocupante: são apenas 112 camas vagas, das 624 disponíveis para a população do DF, em hospitais públicos e privados espalhados por 10 regiões administrativas, das 33 existentes. Em nove delas, há leitos vazios.

No caso da rede pública, 311 das 398 unidades estão com alguém em estado grave, ou seja, 78,9%. Nos hospitais particulares, são 226 leitos específicos para infectados pela Covid-19, com 201 ocupados.

Hospitais de campanha e UCI’s

Alguns hospitais do DF reservaram unidades de cuidados intermediários (UCI), destinadas a usuários em situação clínica de risco moderado, para aqueles com Covid-19 que requerem cuidados semi-intensivos, intermediários entre a unidade de internação e a UTI. No DF, são 97 leitos do tipo, com 79 vagas.

Para também ajudar a desafogar as unidades de saúde da capital, os leitos de hospitais de campanha foram criados com o objetivo de suprir a demanda de pacientes de baixa complexidade, ou seja, que devem permanecer internados, mas dispensam cuidados intensivos. Nessa quarta-feira (1º/07), dos 434 disponíveis, 303 estavam ocupados.

Fonte: Metrópoles, Rafaela Lima

Reprodução: BSB TIMES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui