VÍDEO – Pedro Paulo Pepa, liderança e suplente de distrital

BSB TIMES entrevistou Pedro Paulo Pepa | Foto: Reprodução. Por Helio Rosa, BSB Times.

Helio Rosa, do BSB TIMES, hoje (03/07) entrevistou Pedro Paulo (Pepa), morador de Planaltina, suplente de deputado distrital e tem também o trabalho como servidor de carreira do GDF em todo o Distrito Federal, principalmente na área da cultura, ele é muito conhecido nessa área. Então a gente vai fazer algumas perguntas pro Pepa, nós combinamos aí já faz uma semana mais ou menos, a gente queria marcar este momento, onde precisamos fazer um encontro através da videochamada (uma videoconferência), onde estamos evitando muito o contato pessoal, quanto mais evitar, melhor. Esta pandemia tem crescido muito, é claro que todos os governos têm buscado a forma melhor de administrar isso. E aqui no GDF tem sido até um exemplo internacional.

Helio Rosa: Pepa, prazer falar com você, meu amigo!

Pepa: Prazer é todo meu, Helio, prazer estar aqui em seu canal, com seus ouvintes, isso é muito bom, meu amigo. Estou a sua disposição, viu!?

Helio Rosa: Maravilha, meu amigo. Eu queria que você fizesse uma avaliação rápida pra gente. Como é que foi a eleição de 2.018 pra você?

Pepa: Uma eleição positiva, não tivemos o êxito de se eleger, mas quando se pega o balancete geral, onde saímos de 4.196 votos e alcançamos uma votação, o dobro praticamente em 2.018. Uma participação intensa da comunidade de Planaltina. A comunidade de Planaltina se envolveu em minha campanha, ela abraçou toda a campanha, então foi uma campanha positiva, que fizemos de coração mesmo, não tinha dia para a
comunidade, ali com a participação de todos.

Helio Rosa: Você teve uma votação geral e também teve uma votação em Planaltina. Como é que foi, você acha que centralizou muito a campanha em Planaltina? E como é que você vai fazer agora em 2.022?

Pepa: É natural centralizar em Planaltina, sou de Planaltina, minha vida inteira foi aqui dentro de Planaltina, apesar que a gente tem vários caminhos por outras cidades satélites e pelo Distrito Federal. Planaltina me abraçou de fato, quando você abre a votação e tem 8.060 votos dentro de cidade satélite. Se eu não me engano, dentro de toda a eleição de sua cidade, eu fui o segundo mais bem votado, onde o primeiro foi o Fernando Fernandes dentro da cidade dele, daquela que ele reside. E a votação geral, nós chegamos a 10.048. Como você falou, faltou aquele trabalho fora de Planaltina, foi uma votação boa, 2.000 votos fora de Planaltina, é muito bom pra uma pessoa que estava sendo conhecido naquele momento, uma segunda campanha e procuramos fazer de forma correta.

Helio Rosa: Como é que você avalia o Governo Ibaneis?

Pepa: O Governador é uma “cara” que não pára de trabalhar, eu conheci o Ibaneis nas prévias pra escolha do partido, em todas aquelas prévias tive o contato com ele, um cara bem sincero, mas dentro do governo, ele vem fazendo, eu acredito uma revolução no Distrito Federal. As obras, geralmente o que acontece de um governo para outro, quando vêm de um governo não são dadas continuidade. Em todas as obras de governos anteriores ele concluiu, todas as UPAs estão sendo concluídas. Todas as obras estão sendo desenvolvidas e construídas dentro da cidade. Um governo que tem 61% de aprovação da comunidade, tem enfrentado com maestria esta pandemia com medidas duras, com medidas flexíveis, respeitando e ouvindo todos os seguimentos. Um governo pelo qual tenho acompanhado, faço parte e que respeito. Eu espero que esse pique todo continue, nesta linha de trabalho sem parar, incansavelmente. É positivo esta participação. Se eu não me engano pouco governadores chegaram a um ano e meio de mandato com 61% de aprovação no Distrito Federal.

Helio Rosa: Na eleição passada, pelo seu resultado, você teve um grupo grande e agora como ele está?

Pepa: Helio, na verdade, a gente tem grupo que é um grupo de coração. Um grupo que entende o processo que primeiro passa pelo respeito à comunidade, à sociedade. Não se tem condição de se fazer eleição mais pensando só no eu. Tem que se pensar no coletivo, uma posição que tem ser respeitada. Todo o grupo entendeu isso. E quem não entendeu e que muitas vezes se afastou, é por que infelizmente não sabia o nosso propósito de trabalhar. Hoje, nós temos muitas pessoas aderindo ao grupo, já são muitas pessoas. Estou muito feliz pela reflexão, pelo carinho das pessoas na cidade, fora da cidade. Estamos gerando grupos também na região norte, em outras regiões administrativas, isso tem sido muito positivo, por que sempre que a gente fala em grupo, ele precisa ser respeitado. Não se faz campanha política sem ter grupo. Ninguém vive sozinho. Por isso que a gente faz todo esse trabalho de respeito com cada um, olho no olho, e dizendo qual é o verdadeiro propósito pelo qual estamos partindo para o pleito.

Helio Rosa: Pepa, você é do PSC. Como é que está o PSC no Governo? E você com essa situação das coligações que vão acabar, você vai continuar no partido, o que tem a dizer pra gente?

Pepa: Bem, o PSC através de seu Presidente Iolando, faz parte da base do governo Ibaneis, um partido que eu ingressei em 2.018 para concorrer ao pleito. Fizemos um trabalho de olho no olho. Ali, a gente sabia que seria difícil, por que tinham algumas pessoas fortes. Neste caso a gente tinha a esperança de fazer dois deputados ali naquela nominata. Infelizmente não aconteceu. Iolando ficou em primeiro, sou um dos suplentes dele, mas hoje a gente tem feito todo um alinhamento. Pelo fato de eu ser suplente, eu continuo no partido, mas a gente já está pensando em 2.022. Muda tudo, muda toda as as regras e pra isso a gente precisa de adaptar a essas regras. Para se adaptar essas regras, eu preciso ouvir o grupo. Mas uma vez eu te falo, eu sou de grupo, sou do coletivo e ouço muito o meu grupo. A história do partido não vai acontecer nos moldes que aconteceu em 2.018. Ali em cima da hora, no fechar das luzes. Nós vamos ter prazo, vamos conversar, vamos alinhar e vamos fazer com que isso aconteça da melhor forma possível.

Helio Rosa: E a Secretaria de Cultura, quando o governo Ibaneis começou, você foi trabalhar lá, como é que foi esta indicação?

Pepa: A minha indicação na Secretaria de Cultura, eu me lembro dessa reunião quando, o então Secretário de Relações Institucionais, Victor Paulo, onde reunimos os cinco mais bem votados do partido, com o Presidente, todos, e as pessoas me perguntaram. Lá foi feita uma pergunta, o governador quer saber em qual espaço o PSC quer estar? Eu fiz a escolha, por afinidade, dentro da Secretaria de Cultura, onde fizemos um trabalho excelente, por que Secretaria de Cultura? Por minha afinidade, minha história em mais de trinta anos de militância cultural dentro Distrito Federal. E eu sempre tive um objetivo dentro da Secretaria que era desburocratizar, era abrir espaço, principalmente para as regiões administrativas que era muito fechada, muito elitizada. E esta gestão de um ano e quatro meses fez com que isso pudesse ser quebrado. Tinha dia que eu atendia 30 pessoas, algumas diziam que há muito tempo não entrava na Secretaria. Foi assim que aconteceu minha ida para a Secretaria.

Helio Rosa: Agora a gente vê muito nas redes sociais, o Pepa andando, o Pepa está em todas. Qual o segredo desta popularidade?

Pepa: Helio, o segredo é você ser você próprio, você tem que ter autenticidade. Você não pode mudar o seu jeito de ser. O meu jeito de ser dentro de Planaltina, dentro do Distrito Federal. Eu sempre fui uma pessoa alegre, sempre estive presente em todos os setores da cidade. As pessoas falam, Pepa você é de qual seguimento? Eu não tenho seguimento, eu sou coração. Eu estou aqui dentro da cidade o tempo todo, as pessoas me procuram, eu correspondo, me ligam eu estou presente. É pra dar uma palestra, é pra falar sobre qualquer coisa, eu estou presente na cidade, em todos os setores, seja dentro da comunidade católica, na comunidade evangélica, em todos os setores eu estou presente e me fazendo presente. Então isso é o segredo. O segredo é você ser você mesmo. Você precisa ser autêntico. Ninguém se esconde atrás de identidade. Então, a minha identidade é própria. Em mais de trinta anos que as pessoas me conhecem só do jeito que eu sou. Esse é o jeito, amigo.

Helio Rosa: Meu amigo, a gente teve aí, a gente fez rapidamente sete perguntas. Agora eu gostaria que você fizesse as considerações finais para os nossos telespectadores e o pessoal que acompanha o BSB TIMES, assim também o pessoal que acompanha o Pepa. Faz suas considerações finais pra nós, por favor.

Pepa: Eu gostaria de dizer pra todos que me acompanham, que conhecem a minha história, conhece o meu dia-a-dia, e quando me chamaram para a vida pública e política, eu falei uma coisa para as pessoas, eu tenho compromisso com a sociedade civil, eu tenho compromisso com o social, eu tenho compromisso com o respeito, eu tenho compromisso com a ética. Eu não vou sair do meu conforto da minha família para entrar na política pra poder comprometer toda a minha história. Eu venho de uma história de família humilde, um pai pedreiro, uma mãe do lar, treze irmãos do interior da Bahia, lá da Chapada Diamantina. Essa história, ela vai se fazer presente sempre na minha vida. Então eu aviso pra vocês, vocês têm o meu compromisso de estar aqui presente nesta cidade, respirando o dia a dia desta cidade, hoje a gente respira muito mais. Temos uma região norte carente, tudo que se faz para a região norte a gente atende Planaltina. Se você atende Sobradinho, você atende Planaltina, se você atende o Paranoá, você atende Planaltina, se atende a Fercal você também atende. Aqui é a saída. O fato de ser a saída precisa de mais atenção. Esse é o meu compromisso, Helio, é meu compromisso e eu aviso a todos vocês, eu estou aqui, o meu telefone é aberto, meu Whatsapp é aberto. O dia que o Pepa vacilar, pode entender uma coisa não foi por maldade para sempre respeitando as pessoas no dia-a-dia, não tenha dúvida disso.

Quero agradecer ao Pepa, agradecer a sua assessoria também. Dizer que o BSB TIMES está sempre à disposição, um canal aberto para todos mesmo os entrevistados, nossos leitores a comunidade em geral. Desejo sucesso em sua caminhada, em sua trajetória. Helio Rosa para o BSB TIMES.

BSB TIMES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui