MPDFT faz busca e apreensão na casa de Agnelo Queiroz

A operação Alto Escalão apura desvios na compra de leitos hospitalares. O ex secretário de saúde Rafael Barbosa também é alvo das ações.

Quem conduz as diligências é o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

Segundo o MPDFT foram pagos R$ 462 mil (10% dos contratos) em propinas à ex-auroridades do GDF pela presa Hospitimetal.

Ao todo são cumpridos 13 mandatos.

Com informações do MPDFT e do site Metrópoles, Rogério Cirino para o BSB TIMES.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui