MPSP denuncia Alckmin por corrupção e lavagem de dinheiro

MPSP denuncia Alkmin por corrupção e lavagem de dinheiro

Foram também denunciados pelo Ministério Público do Estado de São Paulo Marcos Antônio Monteiro, tesoureiro da sua campanha em 2014, e o advogado e ex-assessor Sebastião Eduardo Alves.

Teriam eles recebido R$ 2 milhões em dinheiro vivo da construtora Odebrecht durante a campanha de 2010 para prefeito, e posteriormente R$ 9,3 milhões na disputa para a reeleição, em 2014. Todos recebimentos irregulares.

Segundo o MP os valores saíram do setor de operações montadas pela Odebrechet, por meio de doleiros, para lavagem de dinheiro.

“Os recursos não foram registrados nas prestações de contas do candidato (falsidade ideológica), que solicitou e recebeu vantagem indevida (corrupção passiva), pagas pelo setor de operações estruturadas da Odebrecht, a partir do emprego de métodos ilícitos como uso de ‘doleiros’, com o fim de ocultar a origem dos valores e dificultar a possibilidade de seu rastreio (lavagem de dinheiro)”, disse o MP-SP em nota.

Com informações do site O Antagonista, Hélio Rosa para o BSB TIMES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui