Parlamentares dissidentes do PSD e PROS vão apoiar Maguito para prefeitura de Goiânia

Calil une forças à Maguito do MDB, Seu partido o PSD , no entanto lançou a canidatura de Vanderaln Cardoso | Foto: Yocihar Maeda

Mesmo com seus partidos lançando candidatos a prefeito, os deputados estaduais Vinícius Cirqueira (PROS) e Lucas Calil (PSD) decidiram apoiar Maguito Vilela (MDB) na disputa pela Prefeitura de Goiânia

O PROS terá como candidato o ex-deputado Samuel Almeida e o PSD, o senador Vanderlan Cardoso.

“Não existe nenhuma verdade nessa relação. O Caiado sempre tratou o PSD como oposição, o Vanderlan ir para o PSD foi oposição ao Caiado. Até esses dias estavam se digladiando e agora estão empurrando amor. Não existe verdade, existe só oportunismo eleitoral”, é o que afirma o deputado estadual e um dos mais votados em 2018 pela legenda em Goiânia, Lucas Calil (PSD). O parlamentar diz em entrevista ao Diário de Goiás que respeita muito o presidente do partido, mas irá apoiar Maguito Vilela para a prefeitura de Goiânia.

“Essa semana ou terça dependendo das agendas darem certo vamos formalizar esse apoio [ao Maguito]”, afirma. Calil não quer apenas tirar foto ao lado do prefeitável emedebista. Quer trabalhar em prol da campanha. “Apoio ao Maguito incondicional, intransigente. Não é um apoio só de boca, eu quero entrar para campanha. Coordenar alguma coisa até porque vai ser  uma campanha acirrada. O meu futuro é atrelado à oposição [do Estado]”, pontuou.

Já Cirqueira teve a oportunidade ainda neste final de semana em formalizar seu apoio ao ex-prefeito de Aparecida e agora candidato na capital. “Quando você está numa aliança com um gestor experimentado como o Maguito, e um vice com perfil igual o Rogério Cruz, é sensacional. É uma chapa leve, qualificada, então aproveitem essa oportunidade, pois as pessoas verão que vocês integram um projeto vencedor”, pontuou o parlamentar em uma reunião.

Cirqueira em reunião ao lado do deputado estadual Jeferson Rodrigues (Republicanos) e Maguito

Calil não acredita em retaliação

O PSD apoiou a candidatura do senador Vanderlan Cardoso à prefeitura de Goiânia. Antes disso, teve o seu nome vinculado a uma possível vice-candidatura na chapa de Maguito Vilela. O partido não quis ir adiante nesse sentido. Até pouco tempo, Cardoso fazia oposição à Caiado e os dois não se bicavam. Daí à citação da conveniência. Calil não quer se envolver nisso. “O PSD é um partido de oposição, sempre esteve na oposição”, ao governo do Estado.

Parlamentar mais votado em Goiânia pelo PSD, Calil não acha que será perseguido pelo partido. “Eu não acredito em retaliação até porque eu nem fui chamado pelo Vanderlan em momento algum. Nem fui chamado para estar com ele. Não tem porque eles me retaliar”, pontua.

Mas não deixa de disparar. “É uma aliança oportunista e eu acredito em quem tem história de serviço prestado ao governo, na prefeitura de Aparecida e no Senado”, se referindo a Maguito a quem em breve, pretende se reunir, tirar foto e prestar seu apoio incondicional.

Reprodução | BSB TIMES [Domingos Ketelbey/Diário do Goiás]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui