Discurso de Bolsonaro na ONU: “Estamos numa guerra de desinformação”

Presidente faz o discurso de abertura da abertura da 75ª assembleia geral da ONU

As palavras não são do presidente, mas de um assessor do Planalto que deixa bem clara a tônica das ações do governo brasileiro a partir de agora no cenário nacional e internacional.

As reações iniciais, tanto da imprensa tradicional (a nível global) quanto de entidades, partidos e políticos foram negativas, mas aos poucos as redes sociais ecoam o núcleo da mensagem do presidente: o governo não irá se curvar diante do que considera ataques deliberados, arquitetados e sistemáticos contra o Brasil.

Se por um lado o establishment focou todas as suas armas na tentativa de buscar lacunas nas palavras do presidente (e estavam preparados para isso de imediato), paulatinamente vozes mais serenas passam a analisar as falas do presidente desprovidas de vieses.

É o caso da ex-jogadora da seleção brasileira de voley Ana Paula, que no programa Pingos nos Is, da emissora Jovem Pam afirmou: “está cada dia mais óbvio que a pandemia e os incêndios na Amazônia estão sendo usados como arma política”, e ainda continuou, “a mentira de que a Amazônia tem os maiores números de queimadas dos últimos anos” é a “mais forte no exterior em relação ao governo atual” e que as notícias “chegam distorcidas”.

Durante o discurso Bolsonaro afirmou que o governo disponibilizou cerca de US$ 1.000,00 como ajuda para as pessoas de baixa renda, e imediato vieram reações da imprensa tradicional mostrando a suposta incongruência entre os R$ 600,00 (cerca de US$ 111,00, no câmbio de hoje) e o valor anunciado. Mas a jornalista Natália Flach da rede CNN fez as contas e descobriu que na verdade, brasileiros chegaram a receber US$ 1.555,56, veja o que disse a CNN:

“Levando em consideração uma pessoa que recebeu cinco parcelas de R$ 600 (e não R$ 1,2 mil) na primeira etapa do benefício, ela ganhou R$ 3 mil. Se ela for beneficiada com as quatro parcelas seguintes de R$ 300, receberá outros R$ 1,2 mil. Logo, trata-se de um montante de R$ 4,2 mil.

Com a cotação atual do dólar, de cerca de R$ 5,40, esse valor equivale a US$ 777,78.

Já levando em consideração o caso de uma mãe chefe de família monoparental, ela recebeu cinco parcelas de R$ 1,2 mil, totalizando R$ 6 mil. Se receber as quatro próximas parcelas seguintes de R$ 600, terá mais R$ 2,4 mil. A soma chega a R$ 8,4 mil.

Logo, em dólares, esse total equivale a US$ 1.555,56.”

Seria possível criticar as falas do presidente, o que é até desejável em uma democracia, mas as forças políticas preferiram simplesmente utilizar suas armas comunicacionais para tentar desmoralizar o conteúdo – pelo jeito não vai colar novamente.

E por final restam as palavras do mesmo assessor que citamos no começo: “Estamos numa guerra de desinformação, e entramos nela certo de que podemos sair vencedores. A fala do presidente do presidente na ONU foi só o começo dessa batalha”.

Com informações da Jovem Pan, Estado de Minas e CNN Brasil, Hélio Rosa para o BSB TIMES.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui