Goiânia têm o maior número de candidaturas na história

Goiânia terá 14 candidatos a prefeito em 2020. Foto: Prefeitura de Goiânia. Fonte: Sagres Online. https://sagresonline.com.br/eleicoes-2020-em-goiania-terao-o-maior-numero-de-candidaturas-na-historia/ .

As eleições 2020 em Goiânia serão as com maior número de candidatos ao longo da história, no período pós-redemocratização. São 14 postulantes para o cargo de prefeito da capital neste ano

O pleito de 2020 será o décimo desde que o voto direto foi reinstituído. A eleição com o menor número de candidatos a prefeito da capital foi em 2008, com apenas quatro candidaturas.

Em 2020, serão candidatos a prefeito os seguintes nomes. Maguito Vilela (MDB), Vanderlan Cardoso (PP), Adriana Accorsi (PT), Elias Vaz (PSB), Major Araújo (PSL), Manu Jacob (PSOL), Virmondes Cruvinel (Cidadania), Alysson Lima (Solidariedade), Samuel Almeida (PROS), Antônio Neto (PCB), Fábio Júnior (UP), Cristiano Cunha (PV), Talles Barreto (PSDB) e Gustavo Gayer (DC).

O PMDB hoje MDB venceu cinco das nove eleições já realizadas na capital. Em três delas, houve a participação de Iris Rezende, nos anos de 2004, 2008 e 2016. O PT venceu três vezes a disputa eleitoral, em 1992 com Darci Accorsi, em 2000 com Pedro Wilson que será candidato a vice de Adriana Accorsi (PT) e Paulo Garcia em 2012.O PSDB elegeu uma vez o prefeito da capital, Nion Albernaz, em 1996. Se neste ano, as eleições na capital terá o maior número de candidatos, as realizadas em 2008, foram as que tiveram menor participação, com apenas quatro postulantes ao cargo de prefeito.

Naquela época, Iris Rezende também era prefeito. Ele havia sido eleito em 2004 e estava bem avaliado e concorreu à reeleição contra Sandes Júnior (PP), Gilvane Felipe (PPS- hoje Cidadania), e Martiniano Cavalcante (PSOL). Iris conseguiu na ocasião, 74,16% dos votos válidos, sendo eleito no primeiro turno.

Segundo Turno

Em cinco das nove eleições realizadas em Goiânia a partir de 1985, houve a realização de segundo turno. A última ocasião foi em 2016, entre Iris Rezende (MDB) e Vanderlan Cardoso na época pelo PSB. Iris teve 57,70% dos votos no segundo turno, contra 42,30% de Vanderlan. A primeira eleição com segundo turno foi realizada em 1992, entre Darci Accorsi (PT) e Sandro Mabel (PMDB), hoje presidente da Federação das Indústrias de Goiás (FIEG). Darci obteve 54,69% dos votos, ante a 45,31% de Mabel, no segundo turno.

Equilíbrio

Os números mostram que até no ano 2000, as eleições eram mais disputadas. Havia um equilíbrio maior no desempenho dos candidatos. De 2004 até 2016, o acirramento diminuiu se comparado com os primeiros pleitos.

Na primeira disputa em 1985. Daniel Antônio (PMDB, hoje MDB), venceu com 48,76% dos votos válidos, contra 43,48% de Darci Accorsi (PT). Uma diferença de apenas 5,28%. Os outros três candidatos à época tiveram juntos 7,75%, ou seja, uma eleição extremamente polarizada.

Na eleição seguinte, em 1988, houve muito equilíbrio entre os três primeiros colocados. Nion Albernaz (PMDB) foi eleito com 36,71%; Pedro Wilson (PT) teve 32,98% e Maria Valadão (PDS) 25,90%. Ao todo, Goiânia já teve 21 prefeitos ao longo da história em quatro períodos distintos. Vale ressaltar que o número citado não inclui nomes que ficaram poucos dias no cargo.

Quadro das eleições Municipais em Goiânia Pós- Redemocratização 2020- 14 candidatos 2016- 7 candidatos. Vencedor: Iris Rezende (MDB) 2012- 8 candidatos. Vencedor: Paulo Garcia (PT). 2008- 4 candidatos. Vencedor: Iris Rezende (PMDB). 2004- 8 candidatos. Vencedor: Iris Rezende (PMDB). 2000- 7 candidatos. Vencedor: Pedro Wilson (PT). 1996- 5 candidatos. Vencedor: Nion Albernaz (PSDB). 1992- 6 candidatos. Vencedor: Darci Accorsi (PT). 1988- 5 candidatos. Vencedor: Nion Albernaz (PMDB). 1985- 5 candidatos. Vencedor: Daniel Antônio (PMDB).

BSB TIMES [Samuel Straioto/Sagres]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui