Motoristas e cobradores cruzaram os braços como forma de protesto na Empresa Marechal

Paradas lotadas e passageiros se atrasam na chegada ao trabalho devido à paralisação | Foto: Divulgação

Devido ao atraso no pagamento dos salários dos rodoviários, as regiões de Taguatinga, Ceilândia, Águas Claras, Vicente Pires e Estrutural foram afetadas

Por cerca de 2 mil trabalhadores da empresa estão paralisados e com isso as paradas de ônibus estão lotadas em algumas cidades.

A empresa Marechal garante ter continuado operando com 100% da frota desde o início da pandemia e pagando os salários em dia, manteve todos os postos de trabalho sem nenhuma demissão, mas com a redução dos passageiros em 60% o faturamento caiu.

Ao todo, apenas 82% dos vencimentos foram quitados pela empresa e com isso 464 deixaram de rodar. O sindicato dos rodoviários deve fazer uma assembleia ainda hoje por que a Marechal disse que houve redução em 40% das viagens, mas que garante todos os pagamentos com os colaboradores, fornecedores e prestadores de serviço, além do pagamento de todos os impostos.

Helio Rosa para o BSB TIMES

Helio Rosa, planaltinense, 50 anos, casado, pai de três filhos, graduado em ciências naturais e gestão pública. Jornalista e especialista em Administração Pública e Gerência de Cidades. Fez Agenda 21 e Coleta Seletiva. Foi Conselheiro do CONAM-DF e do CBH-Paranaiba. Está como Presidente do Conselho de Desenvolvimento Nacional - CDN. Ministra cursos de empreendedorismo, terceiro setor, trabalho remoto, economias circular, criativa e compartilhada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui