Brasília 40º – Inmet alerta para risco de morte por conta do calor

Termômetro Setor Comercial Sul marca 39º

A onda de calor que atinge a região Centro-Oeste fez com que e o  Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitisse um alerte de risco de morte por hipertermia. O calor que assola a região e o estado do Tocantins deve durar até sexta-feira .

Segundo o instituto as temperaturas registrarão 5ºC acima da média, para essa época do ano. Para se ter uma ideia, segunda-feira as cidades de Água Clara, em Mato Grosso do Sul, e em Nova Maringá, em Mato Grosso, registraram 44,6°C. A temperatura mais alta registrada no Brasil é 44,7°C em Bom Jesus do Piauí, em novembro de 2005.

Fachada do instituto nacional de meteorologia (INMET), em Brasília.

Médicos alertam para o fato de que essa condição ambiente também eleva a temperatura do corpo, fazendo com que ela fique próxima aos 40 °C – quando o normal varia entre 36 e 36,7 ºC.  Isso é o que se chama hipertermia e desencadeia uma série de alterações nos sistemas circulatório, nervoso, imunológico e endócrino. A condição gera inclusive risco de AVC, infarto e infecções.

Como se proteger

São dicas simples que os médicos recomendam mas devem ser seguidas com afinco:

  • não praticar exercícios quando o sol estiver a pino;
  • usar roupas claras e leves;
  • tomar bastante água e
  • consumir frutas como melão e melancia, para manter a hidratação.

“Além disso, é preciso ter cuidado com bebidas alcoólicas, porque favorecem a desidratação, e comidas de alto teor calórico ou gordurosas, pois isso vai fazer com o sistema digestivo precise de mais sangue para trabalhar e isso acentua a queda de pressão”, disse o cardiologista Marcelo Sampaio ao portal R7.

As áreas do corpo que devem ser mais protegidas são cabeça, tórax e abdome.

Com informações do portal R&, Hélio Rosa para o BSB TIMES.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui