Hitler, Capitã Cloroquina… Os nomes “diferentes” da eleição brasileira

O IBGE homologou  o registro para as eleições  de 188 pessoas com o nome Hitler Mussuline no Brasil. E neste pleito um se destacou para o cargo de vereador, na pequena cidade mineira de Santana dos Montes(MG).

Mas o Hitler Mussoline não é o único  que tem o nome, vamos dizer, “diferente”.  Outros quatro candidatos que disputam a vaga de vereador nas eleições deste ano também têm o nome do ditador alemão.

Por outro lado existem aqueles que preferiram omitir a parte “diferente” de seus nomes. Como e o caso de  Hitler Vagner Candido de Oliveira, decidiu ser chamado apenas por Vagner de Oliveira.

O candidato  Thanack Hitler da Silva Costa só responde por Capitão Thanack, assim como Astórico Hitler Mussuline Teixeira, escolheu o nome Astórico. O único que não mudou sua cédula foi o Hitler Kleber Pederssetti, no Rio Grande do Sul.

Agora resta a pergunta: será que esses candidatos (e seus país) sabem realmente do terrível legado desses personagens?

Mas não é só o nome do terrível líder da Alemanha nazista que aparece nas cédulas para os cargos públicos, as urnas eletrônicas ainda mostrarão outros candidatos bastante inusitados. No Rio de Janeiro, por exemplo, a população poderá escolher entre a Capitã Cloroquina, o Bruxa e o Sanduba.

País a fora ainda são outros diversos “personagens” que se mostram na disputa, uma coisa típica da política brasileira que já se tornou uma tradição.

Uma Deputada do Distrito Federal (Julia Lucy- NOVO) até está fazendo um “campeonato” para descobrir qual o candidato com o nome mais estranho. Bem, aqui já estão sérios candidatos.

Rogério Cirino, para o BSB Times

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui