Para Ministério da Saúde uma criança de 10 anos pode menstruar.

O relato foi dado por uma mãe que buscou medicamento na farmácia de alto custo do DF.

Por, Hélio Rosa para o BSB TIMES

Segundo uma mãe, que preferiu não se identificar, após perceber sinais de puberdade precoce em sua filha (hoje com 10 anos e meio) procurou auxílio médico que identificou a necessidade de tratamento com um hormônio capaz de impedir a enfermidade.

O quê assustou foi o preço do medicamento (triptorrelina), em torno de R$ 500,00 por injeção, que deve ser tomada mensalmente até a menina completar 12 anos.

Puberdade precoce é cada vez mais comum e está ligada a problemas como depressão, diabetes, AVC e paralização do crescimento.

Foi então que buscou pela internet e descobriu que, a princípio, a Farmácia de Alto Custo da Secretaria de Saúde do DF poderia fornecer o medicamento.

O processo então começou burocrático como de costume, várias fichas e cadastros redundantes, a família ainda pagou algo em torno de R$ 1.000,00 em exames adicionais solicitados pela Farmácia de Alto Custo.

Após dois meses de espera por um resultado a resposta chegou pelo whatsapp: o pedido havia sido indeferido. Ademais a mensagem ainda pedia que os pais se dirigissem à Farmácia para “entregar documentação”.

Na esperança de haver alguma possibilidade de reverter a situação e obter o medicamento o pai da criança compareceu na hora e data marcados quando então teve a resposta: o pedido havia sido indeferido porque a criança não se enquadrava em  “critério de admissibilidade”. Quando indagado o servidor sobre “qual” a resposta surpreendeu: a criança havia “passado da idade”, no caso deveria ter entre 8 e 10 anos.

Participe do grupo do BSB Times no Whatsapp e receba notícias que você não vai ler na imprensa tradicional.

Entre para nosso grupo no Facebook e veja o que o pessoal esta comentando

O BSB Times solicitou uma opinião médica, ainda nos será encaminhado um documento formal. Porém, ademais matérias científicas atestarem ser até esperada a menstruação precoce (antes dos 12 anos), vários estudos apontam que isso pode trazer severas consequências à saúde das meninas.

Um estudo da Universidade de Cornell1, nos EUA aponta correlação direta entre a menstruação precoce e desenvolvimento posterior de depressão.

Em uma entrevista ao site UOL2, renomada especialista na área, Dra. Rosália Padovani, da Santa Casa de São Paulo, alertou que a puberdade precoce está ligada a casos de hipertensão, diabetes, infarto, acidente vascular cerebral (AVC), além de inibir o crescimento levando a uma baixa estatura final.

O BSB TIMES encaminhou a questão para as assessorias de imprensa da Secretaria de Saúde do DF e do Ministério da Saúde, ainda aguardamos a manifestação.

Fontes:

1https://revistacrescer.globo.com/Criancas/noticia/2018/01/meninas-que-menstruam-muito-cedo-tem-mais-chances-de-desenvolver-depressao-sugere-estudo.html

2https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2018/03/25/cada-vez-mais-comum-puberdade-precoce-gera-problema-fisico-e-emocional.htm#:~:text=Cada%20vez%20mais%20comum%2C%20puberdade%20precoce%20gera%20problema%20f%C3%ADsico%20e%20emocional,-Imagem%3A%20iStock&text=Aparecimento%20das%20mamas%2C%20evolu%C3%A7%C3%A3o%20dos,e%20primeira%20menstrua%C3%A7%C3%A3o%20nas%20meninas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui