Na segunda pode piorar!

Um americano de apenas 25 anos, morador do estado de Nevada, pegou covid-19 pela segunda vez, entretanto, apresentou um quadro muito mais severo que o da primeira infecção, apesar de não ter nenhum problema de saúde, ou qualquer condição que afetasse seu sistema imunológico. 

Representação artística de novo coronavírus.

Ele sofreu com o vírus de 25 de março, quando começou a presenciar os sintomas, até 27 de abril, quando afinal voltou a se sentir bem. Já em 28 de maio, contudo, o rapaz voltou a apresentar os sintomas do novo coronavírus.

Na segunda contaminação, ele não só teve dor de garganta, tosse, náusea e diarreia, como ocorreu no mês de março, mas também febre e tontura, apresentando a maior gravidade de seu quadro. Em junho,  acabou necessitando de internação por falta de ar nos pulmões.

Embora os casos de reinfecção ainda sejam raros, o médico recomendou que as pessoas continuassem a seguir as recomendações de uso de protetores faciais, distanciamento social e sanitização das mãos.

Rogério Cirino de Sá Ribeiro, goiano, 51 anos, casado, três filhos. Bacharel em Administração de Empresas pela UNIPLAC. Licenciado em História pela UPIS e MBA em Gestão de Projetos pela ESAD. Empresário do audiovisual desde 2012.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui