F1: Pai de Vitaly Petrov é morto a tiros

O russo Vitaly Petrov foi substituído este sábado no painel de comissários do Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1, depois de o seu pai ter sido morto a tiro na Rússia, anunciou a Federação Internacional do Automóvel (FIA).

A escolha de Petrov para integrar o painel de comissários foi criticada pelo britânico Lewis Hamilton (Mercedes) pelas posições contra a luta antirracista assumidas pelo antigo piloto russo.

Leia também?

Impeachment do governador do Amazonas: equipe do Fantástico em Manaus para cobrir operação Sangria

Aos 80 anos, Pelé é homenageado pela Fifa

Báculo: O osso no pênis!

Petrov, de 36 anos, foi substituído pelo algarvio Bruno Correia, que habitualmente tripula o ‘safety car’ no Mundial de Fórmula E e na Taça do Mundo de Carros de Turismo (WTCR).

O pai de Petrov foi morto a tiro, em casa, na cidade de Vyborg.

O Grande Prémio de Portugal, que se disputa no domingo, no Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão, é a 12.ª prova da temporada e marca o regresso da Fórmula 1, 24 anos depois da última passagem do ‘Grande Circo’ por território nacional.

Matéria original: Cm Desporto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui