O propósito oculto das coisas

Conheca algumas  coisas que possuem um propósito oculto e que você não sabia.

Você alguma vez já se perguntou o porquê de existir aquela espécie de “meio cinto” em casacos e jaquetas? E daqueles pompons que ficam no topo das toucas? Eles não estão lá apenas por questões estéticas e, quando foram criados, esse design possuía um propósito importante.

As ranhuras na borda das moedas

Algumas moedas recebem pequenos padrões em suas bordas e isso vem como uma relíquia do passado: quando o metal era tão valorizado quanto a moeda, alguns ladrões raspavam as bordas, a fim de cunharem outras moedas e enganar os comerciantes sobre o peso delas.

As pequenas ranhuras foram adicionados para que fosse óbvio quando alguém raspava partes de uma moeda para tentar enganar o sistema.

Maçanetas de latão

As maçanetas são confeccionadas neste material porque o latão destrói os micro-organismos. É o material ideal para ser colocados na porta do banheiro e na porta principal.

Ilhós extra em calçados

Alguns calçados vêm com ilhós extra. Ele serve para que seja possível amarrar mais apertado, caso seja necessário.

O “meio cinto” presente em casacos

No passado eles foram originalmente usados em jaquetas militares de grandes dimensões, que serviam como cobertores para reunir todo o material extra para que os soldados pudessem andar sem tropeçar. Hoje em dia esse acessório é adicionado às roupas principalmente por uma questão de estilo.

Escovas nas escadas rolantes

Essas escovinhas são usadas por muitas pessoas para limpar sapatos, porém elas são um acessório de segurança, capaz de barrar pedaços de roupas e calçados que podem eventualmente ficar presos, provocando acidentes.

Os pompons no topo das toucas

Os pompons tem um propósito especial quando foram desenvolvidos: no passado eles serviam para impedir que os marujos batessem a cabeça no teto das embarcações enquanto enfrentavam adversidades em alto mar.

Margens em folhas

Escrever fora da margem parece um horror no mundo escolar hoje em dia, porém no passado as margens foram desenvolvidas exatamente para isso: as pessoas faziam anotações sobre o que esqueciam de escrever, fora que as margens também protegiam contra roídas de rato.

O buraquinho na tampa da caneta

Nas tampas das canetas há um orifício designado àquelas pessoas que nunca resistem em mastigarem as tampas, algo que é muito arriscado. Por ter um grande potencial de matar por conta do engasgo, o orifício superior foi desenvolvido para permitir que as pessoas ainda respirem caso isso ocorra.

Os relevos nas letras F e J

Nas teclas “F” e “J” do teclado há um relevo que serve para orientar os dedos sem que você precise olhar para o teclado ao digitar.

Pequeno furo na ponta de uma trena

Esse pequeno furo auxilia as medições, podendo ser apoiado em pregos e parafusos. Se você olhar de perto, também notará que a ponta é ligeiramente serrilhada de um lado, o que pode ser usado para marcar os pontos sem um lápis.

Rebites nas calças jeans

Foram colocados para reforçar as dobras das calças, permitindo maior durabilidade à peça.

Bolsos minúsculos nas calças jeans

Esses bolsos parecem totalmente inúteis, já que cabem apenas um polegar dentro. Porém, inicialmente eles serviam para armazenar relógios de bolso, ao passo que com o longo do tempo foram usados para guardar moedas, fósforos, bilhetes, etc…

O formato da barra de Toblerone

As peças são triangulares para permitir que a pessoa destaque um pedaço usando apenas o polegar. É  fácil pensar que a forma triangular serve para lembrar os alpes suíços.

Os furos nos cabos das panelas

Os furos nos cabos servem para pendurar as panelas e também para apoiar  as colheres enquanto da cozinha!

O furinho na janela do avião


Os furinhos servem para dois propósitos: primeiro, ele permite que o fluxo de ar evite muita pressão no avião e quebre a janela à medida que sobe em altitude; e, segundo, evita que as janelas embacem com toda temperatura interna da aeronave, devido a enorme quantidade de pessoas respirando ao mesmo tempo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui