As bruxas da noite.

Esta é uma foto de grupo das Bruxas da Noite, uma esquadra de bombardeiros russa durante a Segunda Guerra Mundial .⁣ Eles consistiam de 80 mulheres que voaram um total de 30.000 surtidas e lançaram 23 toneladas de bombas contra invasores alemães em um período de quatro anos.⁣

Consistindo principalmente de adolescentes e voluntários com 20 anos de idade, as Bruxas da Noite ganharam seus apelidos porque voavam sobre territórios inimigos e desligavam seus motores, permitindo que seus aviões deslizassem sobre seus alvos e jogassem suas bombas silenciosamente.⁣

A mulher em pé na foto e olhando para a câmera é Nadezhda Popova. Ela foi inicialmente rejeitada quando tentou se inscrever como piloto no início da guerra. “Ninguém nas forças armadas queria dar às mulheres a liberdade de morrer”, disse ela.

No entanto, em 1941, chegaram ordens de Moscou para estabelecer alguns regimentos consistindo de pilotos mulheres.⁣ Popova se tornou uma das primeiras mulheres voluntárias a se juntar ao esforço de guerra.

Sua principal motivação era vingar seu irmão, que foi morto em combate contra os invasores alemães. Ela pessoalmente voou 852 missões. “Quase todas as vezes, tínhamos que navegar através de uma parede de fogo inimigo”, disse ela.⁣

Popova sobreviveu à guerra e trabalhou como instrutor de vôo em Moscou. Antes de falecer aos 91 anos em 2013, ela deu uma entrevista na qual disse: ⁣“Às vezes fico olhando para a escuridão e fecho os olhos. Ainda posso me imaginar como uma menina, lá em cima em meu pequeno bombardeiro. E eu me pergunto: ‘Nádia, como você fez isso?

Rogério Cirino de Sá Ribeiro, goiano, 51 anos, casado, três filhos. Bacharel em Administração de Empresas pela UNIPLAC. Licenciado em História pela UPIS e MBA em Gestão de Projetos pela ESAD. Empresário do audiovisual desde 2012.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui