Nhonho e o Seu Barriga

Formado em medicina, Édgar Vivar marcou a televisão mexicana quando interpretou pai e filho na icônica série Chaves, de 1973

Escondido em seu clássico barril, Chaves foi apresentado ao México pela primeira vez em 1973. Dalí em diante, foram mais de 300 episódios — sendo que alguns desapareceram — de uma comédia que rapidamente dominou outros 15 países ao redor do mundo.

Liderando o elenco, Roberto Gómez Bolaños é um artista icônico que nunca será apagado da história da televisão. Ao lado dele, Édgar Vivar também conquistou os fãs com uma atuação afiada e bordões cômicos que nunca serão esquecidos.

Pouca gente sabe, no entanto, que Édgar era, ao mesmo tempo, o Seu Barriga — que aparecia na vila para aterrorizar o Seu Madruga — e o ingênuo Nhonho. Ainda assim, seja de terno ou de macacão, o ator compôs o elenco da série com excelência.

Edgar Vivar, o Nhonho de Chaves / Crédito: Divulgação/ Televisa/SBT

 

Um médico artista

Nascido na Cidade do México em dezembro de 1948, Édgar sempre soube que tinha um dom para a atuação. Formado em medicina, no entanto, ele tinha que dividir seus dias entre a paixão e o dever — atuando enquanto não estava trabalhando em um hospital.

A grande reviravolta em sua vida aconteceu após a gravação de um comercial de geladeiras. Apesar de se tratar de uma de suas primeiras experiências, o desempenho de Édgar surpreendeu Bolaños, que assistiu a propaganda.

Animado com o novo ator, o criador de Chaves enxergou um grande potencial em Édgar e o convidou para participar de suas comédias. Sem pestanejar, Vivar aceitou o convite e largou a medicina para se dedicar a atuação.

Edgar Vivar na pele de Sr. Barriga / Crédito: Divulgação/ Televisa/ SBT

 

Papéis de um gênio

O primeiro papel que Édgar recebeu na série mexicana foi o do eterno Seu Barriga. Dono da vila onde os personagens moravam, o homem engravatado aparecia para cobrar o aluguel do Seu Madruga, mas recebia apenas chutes e boladas inesperadas de Chaves.

Mais tarde veio o carismático Nhonho, um personagem criado pelo próprio Édgar. Na série, o menino era filho de Seu Barriga e aparecia apenas quando determinada cena exigia mais uma criança para acontecer. Ainda assim, era autêntico e bastante marcante.

Apaixonado pelo Brasil, Édgar chegou a visitar o país mais de 20 vezes. Comandando os dois papéis de forma memorável, o ator já ganhou prêmios por seus filmes e reservou um lugar especial no coração de milhares de fãs no mundo inteiro — conquista que segue intacta, mesmo anos depois do final da série mexicana, em 1980.

FONTES:AVENTURAS MA HISTORIA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui