Por que o Dia da Bandeira é comemorado em 19 de novembro?

Confira o motivo que fez com que o dia 19 de novembro se tornasse o Dia da Bandeira.

A bandeira de um país é vista como um dos seus principais símbolos, o que é mais notado, por isso, representa a nação.

Tal concepção explica a pressa dos republicanos em criar uma bandeira nacional após a Proclamação da República: queriam imbuir na população um sentimento de pertencimento e unidade.

Criação da nova bandeira

A bandeira a nterior à que simboliza o país atualmente, representava o Império. Seu centro tinha um brasão com a imagem da cruz e da coroa, símbolos que, para os republicanos, não deveriam ser reproduzidos, pois o presidencialismo e a laicidade do Estado eram as características mais marcantes do novo regime.

Contudo, Teixeira Mendes e seus ajudantes, Décio Villares e Miguel de Lemos, abandonaram o brasão imperial, mas mantiveram o fundo verde e o losango dourado, presentes na antiga bandeira.

Sendo assim, as modificações feitas foram inserir no local que antes estava o brasão, um círculo azul com pequenas estrelas em seu interior. Tempos depois, tais estrelas foram associadas aos estados do país.

Ainda no círculo azul, foi inserido uma faixa branca que, em seu interior, contém os dizeres “Ordem e Progresso”, em referência ao pensamento de Augusto Comte, o pai do positivismo, corrente filosófica que influenciou profundamente os republicanos brasileiros.

O verde e o amarelo se mantiveram, representando as características naturais do Brasil. O verde, associado às floretas, fauna e flora, e o amarelo, relacionado à riqueza e à abundância das minas que, na época, já haviam se esgotado.

Tais significados tinham o objetivo de esconder o real sentido das cores verde e amarela. Originariamente, tais cores foram escolhidas para representar os Habsburgo (Áustria) e os Bragança (Portugal), as duas coroas que formaram a primeira dinastia do país.

Os Habsburgo eram representados pela cor amarela, em razão da união de Dom Pedro I com a Imperatriz Leopoldina, que era austríaca.

Já a cor verde, simbolizava a família real portuguesa. Tais cores foram escolhidas por Leopoldina e indicadas ao artista que produziu a bandeira, o pintor Jean-Baptiste Debret.

Fonte: Escola e Educação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui