SINPRO disponibiliza enquete para escolha do calendário escolar 2021

Este ano, devido à pandemia da COVID-19 e a tudo que vem acontecendo ao redor do mundo em decorrência do novo Coronavírus, uma série de mudanças tiveram de ser feita e no segmento escolar não foi diferente.

Diante disto, todo o planejamento desse ano letivo teve que ser refeito, uma flexibilização a partir do Conselho Nacional e dos conselhos estaduais de Educação para a adequação do ano letivo foi necessária, inclusive com reflexos sobre o calendário escolar do próximo ano.

A categoria do SINPRO viu tem mais um grande desafio: indicar o Calendário Escolar 2021, sem saber em que cenário estaremos inseridos no próximo ano letivo, inclusive sem a definição de que forma se darão as aulas: presencial, híbrida ou remota. Também torna-se imprescindível pensar um calendário que leve muito em conta a experiência desse ano de trabalho, suas dificuldades e desafios, além das possiblidades de alterações ou adaptações de acordo com o ambiente da pandemia.

Pensando ainda em um calendário que trabalhe com a ideia de continuidade, é preciso recuperar pedagogicamente o ano de 2020. Por isto é necessário pensar um documento que vá se ajustando e dialogando com o próximo ano, e até mesmo com 2022.

Para tanto, o sindicato apresenta três propostas (Calendário A , B e C), que contemplam toda a legislação necessária para se constituir um Calendário Escolar. Os(as) professores(as) e orientadores(as) educacionais poderão participar acessando o link com a enquete na página do Sinpro e votando na proposta que gostariam que fosse adotada em 2021. Após este momento será realizada uma reunião com a Secretaria de Educação do DF, que também tem propostas para serem conciliadas em mesa de negociação. A partir daí o documento final é constituído e divulgado à categoria.

Proposta A

Na primeira proposta, apresenta-se um calendário que não utiliza sábados letivos. Inicia-se o ano letivo no dia 08 de março e, para garantir 100 dias letivos no primeiro semestre e 100 no segundo, teríamos o recesso um pouco mais prolongado, de 29 de julho a 15 de agosto, trabalha-se até 23 de dezembro e encerra-se o ano letivo no dia 19 de janeiro de 2022.

Proposta B

A segunda proposta sugere a utilização de seis sábados letivos: três no primeiro semestre e três no segundo. Neste modelo, cada escola teria autonomia para definir quais sábados seriam utilizados, respeitando a rotina de cada comunidade escolar. O ano letivo se iniciaria no dia 08 de março, o recesso seria de 24 de julho a 8 de agosto, trabalha-se até 23 de dezembro e encerra-se o ano letivo na primeira semana de janeiro de 2022.

Proposta C

Já a terceira proposta sugere a utilização de onze sábados letivos. É importante salientar que para manter 100 dias letivos no primeiro semestre e 100 no segundo, desses onze sábados, oito teriam que ser incluídos no primeiro semestre e os outros três no segundo semestre. O ano letivo se iniciaria no dia 08 de março, o recesso seria de 17 de julho a 1 de agosto e encerra-se o ano letivo no dia 23 de dezembro.

Veja as propostas

Escolha qual a melhor proposta para o Calendário Escolar 2021?
Calendário A

Calendário B

Calendário C

Fonte: SINPRO-DF

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui