Rádio Gaúcha perde patrocinadores após jornalista fazer piada sobre assalto em Criciúma

Após comentários do comunicador David Coimbra na quarta-feira (2) “glorificando” a ação da quadrilha que tocou terror em Criciúma, o programa “Timeline” da Rádio Gaúcha (afiliada da Rede Globo) sofre uma debandada de patrocinadores.

De acordo com David Coimbra, os bandidos que saquearam a cidade e fizeram cidadãos de escudo humano enquanto assaltavam bancos “têm respeito pelo cidadão”.

“Dão uns tiros, é verdade, tem bomba, mas eles fazem aquilo ali só para pegar o dinheiro do banco, não é algo contra o cidadão… eles até deram dinheiro para as pessoas”, comentou.

Leia também:

Micro empreendedor: é possível pedir empréstimo até R$ 50mil com maquininha de cartão

Um policial ficou ferido durante a ação da quadrilha. “É verdade que teve um policial que levou um tiro, mas se não tivesse uma intervenção, tudo teria saído numa boa.”, disse o comunicador da Rádio Gaúcha.

Coimbra ainda exortou os demais bandidos a serem como a quadrilha que atuou em Criciúma. “Estou agora falando para você, que é bandido. Tome consciência e seja como os caras de Criciúma, que respeitam a população. A ação tem que ser para outros alvos, e não o pobre, trabalhador.”

O Grupo RBS pediu desculpas pelo ocorrido e declarou que “não houve intenção de minimizar a gravidade da ação criminosa e de ofender as empresas, os cidadãos e os policiais que foram feridos”.

“A linha editorial da RBS nos assuntos de segurança busca auxiliar cidadãos e empresas a se protegerem e valoriza as forças policiais na defesa da lei e da sociedade”, ressaltou em nota.

Notas das empresas que deixaram de patrocinar o programa:

Fonte: Terça Livre

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui