Cientista renomado afirma: terráqueos e alienígenas têm acordo de cooperação em Marte

Sonda a caminho de Marte, planeta onde estaria a base da Federação Galática (foto: Nasa/Divulgação)

Em tom de revelação, um dos mais renomados cientistas de Israel, Haim Eshed, afirma que Estados Unidos e seu país são aliados dos extraterrestres

A notícia é do jornal Estado de Minas

Uma aliança formada por uma federação galática de extraterrestres e terráqueos dos Estados Unidos e de Israel, com base em Marte, foi descrita nesta segunda-feira (7/12) em tom de revelação por um dos mais renomados cientistas israelenses da atualidade.

Em entrevista ao jornal “The Jerusalem Post”, Haim Eshed, de 87 anos, afirma que há um acordo de cooperação entre os povos e que o anúncio desse segredo ainda não ocorreu porque “o povo da Terra ainda não está preparado”. As revelações do israelense trouxeram reações controversas, com sua história repercutindo em veículos de imprensa sérios, uma vez que se trata de um dos nomes mais respeitados da academia de Israel, mas também circula com desconfiança e humor em memes na internet (veja abaixo).

Radar de caça da Marinha dos EUA encontra objeto voador não identificado em 2020 – foto Departamento de Defesa dos EUA

Haim Eshed se aposentou em 2010 do ministério da defesa depois de 30 anos de serviços. É considerado como o pai do programa de satélites israelense, com mais de 20 equipamentos tendo sido lançados em órbita sob sua tutela, incluindo os do tipo espião, de alta tecnologia e que trazem imagens importantes, principalmente de atividades iranianas.

Leia também:

Micro empreendedor: é possível pedir empréstimo até R$ 50mil com maquininha de cartão

Na entrevista ele traz relatos das relações entre os terráqueos e os alienígenas. Dentro do acordo espacial, estaria o compartilhamento de uma base secreta subterrânea no planeta Marte, a mais de 57 milhões de quilômetros da Terra. Nesse complexo científico-militar se dariam os encontros de representantes dos EUA, Israel e dos extra-terrestres.

O ex-comandante afirma que o presidente Donald Trump esteve prestes a revelar ao mundo a existência dessa aliança extra-terrestre, mas teria sido impedido pelos aliens, que julgam que os terráqueos ainda não estariam preparados para lidar com tal notícia, havendo risco iminente de histeria.

Eshed disse que achou ser a hora de revelar esse segredo por considerar que atingiu um nível de respeito dentro da sociedade acadêmica que o permitiria trazer à tona tais segredos sem ser considerado louco, considerando que também há um momento de abertura acadêmica para tal.

“Se tivesse dito o que sei sobre isso há 5 anos, estaria hospitalizado (como louco). Qualquer lugar que fosse na academia me taxaria de louco”, disse ao jornal de Jerusalém. “Não tenho mais nada a perder. Tenho meus diplomas e premiações. Sou respeitado em universidades estrangeiras onde muitos conceitos estão mudando”, afirmou, justificando o momento de sua revelação.

O cientista acaba de publicar um livro que em tradução livre teria o título de “O universo além do horizonte: conversas com o Professor Haim Eshed”. Na obra, a crítica aponta que Eshed sobre objetos voadores não-identificados e várias teorias sobre a natureza dessas naves, propósitos e origens, que em sua opinião não seriam terrenas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui