Seita “alienígena” de Brasília é destaque na imprensa internacional

Em abril deste ano, o site americano The Conversation publicou uma reportagem sobre o Vale do Amanhecer, uma seita “alienígena” brasileira instalada em Planaltina, no Distrito Federal.

Antes disso, o Vale do Amanhecer já tinha sido assunto na National Geographic (EUA); The Guardian e BBC (Reino Unido) e mais uma dezena de publicações por todo o mundo.

A seita alienígena Vale do Amanhecer foi fundada em 1964 por uma clarividente chamada Neiva Zelaya, a Tia Neiva.

E a apesar de não ser tão antiga, a seita possui quase 139 mil membros registrados em todo o mundo e mais de 700 templos ao redor do planeta.

Seita alienígena com descendentes de Capella

Os fiéis da seita acreditam ser descendentes espirituais de alienígenas vindos da distante estrela Capella.

Esses alienígenas teriam sido enviados por Deus ao planeta Terra para ajudar a evolução da humanidade.

Leia também:

Vídeo: deputado ‘apalpa’ seio de deputada durante sessão na Alesp

As Polacas: As escravas sexuais judias no Brasil

Garganta Profunda: abusos e violências contra mulher do maior filme erótico da história

Mas apesar da crença em extraterrestres, o Vale do Amanhecer é composto por influências do cristianismo, religiões afro-brasileiras, hinduísmo, crença orientais, incas, maias, egípcias e uma variedade de tradições esotéricas.

De acordo com o The Conversation, os adeptos do Vale do Amanhecer “manipulam” as energias cósmicas para curar a si mesmos e aos outros.

“Eles se descrevem como membros de uma tribo espiritual chamada Jaguares, que são os descendentes reencarnados de extraterrestres altamente avançados enviados por Deus há cerca de 32.000 anos para impulsionar a evolução humana”, diz o texto.

Para ver imagens da seita alienígena Vale do Amanhecer é só clicar AQUI

Fonte: vigilia.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui