Base de Caiado na Assembleia pode chegar a 26 deputados, diz Lissauer

Lissauer diz que com diálogo base de Caiado pode passar de 25 deputados (Foto: Jucimar de Sousa)

Segundo presidente da Assembleia, atualmente 22 ou 23 parlamentares compõe a base caiadista

Atualmente, o governador Ronaldo Caiado (DEM) conta com cerca de 22 ou 23 deputados estaduais em sua base, na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego). A informação é do presidente da Casa Lissauer Vieira (PSB), que foi reconduzido ao cargo na segunda (1ª). Segundo ele, para chegar a ampla maioria, com 25 ou 26 nomes, o diálogo não seria tão difícil.

“Mesmo não tendo 25 para aprovar uma PEC (proposta de emenda à Constituição), nas oportunidades que precisamos, abrimos o diálogo e consegue-se a votação”, declarou e reforçou: “Estamos há dois anos votando várias matérias importantes – sendo todas aprovadas – e algumas com votos de deputados de oposição. Não por aderirem à base, mas por consciência.”

Assim, de acordo com ele, a recomposição da base passa por diálogo e pautas que beneficiem a população. “Nenhuma matéria foi reprovada por falta de votação”, disse.

Recondução

O presidente da Assembleia Lissauer Vieira foi reconduzido ao cargo na tarde de segunda-feira (1º). A solenidade oficializa o resultado de um eleição que aconteceu em outubro de 2019. Segundo o governador Ronaldo Caiado (DEM), que participou do evento, Lissauer foi reeleito porque é competente.

A justificativa para a mudança na data da eleição da Mesa Diretora da Casa para os próximos dois anos foi as eleições municipais de 2020. À época, houve apenas uma chapa, além da candidatura avulsa de Álvaro Guimarães (DEM) para a posição de primeiro secretário.

Os três vice-presidente da Assembleia que tomaram posse nesta segunda foram: Henrique Arantes (MDB), Cairo Salim (Pros) e Major Araújo (PSL). Na primeira secretaria, Álvaro Guimarães, em candidatura avulsa (que foi integrada a chapa, posteriormente), foi eleito após a renúncia de Claudio Meirelles (PTC). Os demais foram o 2º secretário, Júlio Pina (PRTB); 3º secretário, Sebastião Caroço (PSDB); e 4º secretário, Iso Moreira (DEM). Os eleitos ficam na função até o fim de 2022.

BSB TIMES [Francisco Costa, Mais Goiás]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui