Forças políticas em Planaltina se articulam para 2022

O deputado Cláudio Abrantes tem crescido de forma avassaladora, mas TC Genilson e Pepa não páram

Por Helio Rosa

É só andar em Planaltina e vê o canteiro de obras que virou a cidade, isso graças a força do distrital Cláudio Abrantes junto ao GDF. São conjuntos habitacionais, UPA, unidades básicas de saúde (UBS), quadras de esportes, reformas em escolas, novas empresas, shopping e atacadão sendo instalados e, ainda a tão esperada Área de Desenvolvimento Econômico saindo do papel, pois Abrantes é o atual Presidente da Comissão de Assuntos Fundiários da CLDF e está cuidando diretamente dos instrumentos para a regularização fundiária da cidade, principalmente do Grande Arapoanga e do Grande Mestre D’Armas.

Mesmo com tanta força e projeção política, o deputado distrital Cláudio Abrantes disputará a reeleição em 2022.

O Tenente Coronel Genilson Duarte por onde andou deixou sua marca de uma polícia mais humanizada, buscou fomentar projetos sociais e de segurança pública em conjunto com os grupos comunitários e conselhos tutelares das regiões administrativas que comandou, principalmente em Planaltina.

Mesmo se privando do direito militar de só escolher partido no prazo das convenções partidárias, pelo que se vê nas articulações é que disputará eleição para deputado distrital em 2022.

O assessor do GDF, Pedro Paulo – Pepa, não tem parado de promover reuniões na cidade. Ele tem aproveitado as obras do GDF e “tirado uma casquinha”, sua categoria de servidores públicos também tem fechado com ele. E aonde você anda se vê o Pepa, parece até personagem de festa infantil, sempre está presente.

Mesmo com a terceira tentativa, ele aposta na votação expressiva da eleição passada e quer mais uma vez disputar o cargo de deputado distrital em 2022.

Em relação aos partidos dos três pré-candidatos é muito difícil afirmar, por que a tendência é Cláudio Abrantes aproveitar a janela partidária e se acomodar em um partido mais próximo do governador Ibaneis, seu parceiro nas políticas públicas.

O TC Genilson com certeza vai conversar com muitos partidos e analisar as nominatas, pois sua prerrogativa de militar lhe dá este direito de prazo eleitoral, mas por suas bandeiras sociais e de defesa da família, deve ser partido de centro-direita.

E o Pepa ainda continua no PSC, mas como todo político de carreira, deve aproveitar o período de domicílio eleitoral que a lei autoriza e analisar bem se será vantagem permanecer em seu partido.

Não esquecemos dos outros candidatos de Planaltina que têm trabalhado arduamente como Tales Alves, Ronaldo Araújo, professor Rodrigão, professor Jordenes, Uesllei Almeida, Ilson Walter, Rogério dos Buritis, Rogério do Arapoanga, Bispo Eldo, Mônica D’Aidê, Claudinha da Saúde, Uraquitan Lara, Silvério Silva, Nilo Sérgio, Simone Rocha, Fábio e outros que me fugiram agora, mas podem entrar em contato com a redação que incluíremos.

Helio Rosa, planaltinense, 50 anos, casado, pai de três filhos, graduado em ciências naturais e gestão pública. Jornalista e especialista em Administração Pública e Gerência de Cidades. Fez Agenda 21 e Coleta Seletiva. Foi Conselheiro do CONAM-DF e do CBH-Paranaiba. Está como Presidente do Conselho de Desenvolvimento Nacional - CDN. Ministra cursos de empreendedorismo, terceiro setor, trabalho remoto, economias circular, criativa e compartilhada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui