Quem entra na vaga de Reguffe, Bia Kicis ou Paula Belmonte?

Como Reguffe (Podemos) disse que não repete mandato, a vaga no Senado em 2022 será bem disputada

Por Helio Rosa

O senador Reguffe terá que encontrar uma boa alternativa para concorrer as eleições em 2022. Como sua performance é legislativa e o cargo de executivo tem que ampliar muito as alianças partidárias, o funil está apertado.

De acordo com seus princípios, ele não pode repetir os cargos de distrital, federal e senador, vai ter que mudar de estratégia. Talvez vice-presidente do senador Álvaro Días (Podemos) ou vice-governador da senadora Leila do Vôlei (PSB), pois ser cabeça de chapa é muito difícil pra quem teve um mandato isolado.

Agora, a principal defensora de Bolsonaro na Câmara, apesar de resistências da oposição e de membros do Supremo Tribunal Federal (STF), a deputada Bia Kicis (PSL-DF) permanece como a indicação de seu partido para o comando da Comissão de Constituição, Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara. Os presidentes das comissões da Câmara devem ser definidos após o carnaval, segundo indicou o próprio presidente da Casa, Arthur Lira.

Bia Kicis, conquistando a presidência da CCJ, a comissão mais importante da Câmara, deve dar uma projeção em seu nome no Brasil e no Distrito Federal, alavancando possibilidade de concorrer a única vaga do Senado Federal, seu partido tem um excelente fundo partidário e tempo de televisão, mas se o Aliança for registrado, ela será a preferida de Bolsonaro, por ser apoiadora de primeira hora do Presidente da República.

Quem está obtendo destaque legislativo é a deputada federal Paula Belmonte (Cidadania), apesar de estar em um partido centro-esquerda, suas propostas estão muito ligadas ao Governo Federal. Tudo explica, por que seu esposo, o suplente de senador, Felipe Belmonte, poderá ser vice-presidente nacional do Aliança, caso Bolsonaro consiga as devidas assinaturas.

Não que tenhamos somente esses nomes para concorrerem à vaga do senador Reguffe, se Ibaneis vier à reeleição, o nome mais cotado é da deputada federal Flávia Arruda (PL). Mas se Ibaneis tentar vôo mais alto, tem um forte nome, o secretário de governo José Humberto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui