Viaduto do Torto é batizado com nome de engenheiro do DER/DF

A homenagem ao servidor Antônio Gomes Filho foi publicado ontem no DODF

Por ASCOM/DER-DF

O viaduto que representa a última obra da Ligação Torto-Colorado recebeu o nome de um servidor do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF). O elevado foi batizado como Viaduto Engenheiro Antônio Gomes Filho, servidor falecido em agosto de 2020, vítima das complicações causadas pela Covid-19.

O batismo da Obra de Arte Especial 01C, que atualmente está na fase final de construção, foi publicado ontem (23) no Diário Oficial do Distrito Federal sob o Decreto nº 41.827, de 22 de fevereiro de 2021.

Antônio foi servidor do órgão por 27 anos, era engenheiro por formação e Técnico de Planejamento Urbano e Infraestrutura. Quando foi acometido pelo novo Coronavírus, o engenheiro era membro da Comissão Julgadora Permanente (CJP).

A viúva de Antônio, Maria Isabel Gomes, recebeu com emoção a notícia de que o nome de seu marido será eternizado em um viaduto do DF. “Nós estamos muito felizes e orgulhosos com esta homenagem ao Antônio. Isso mostra o quanto ele era muito querido por todos do DER. Só podemos agradecer ao órgão pelo reconhecimento de uma vida dedicada ao trabalho”, declarou.

O diretor-geral da autarquia, Fauzi Nacfur Júnior, fez o pedido para batizar o viaduto diretamente ao governador Ibaneis Rocha, que concordou com a homenagem. “Ficamos muito gratos por podermos eternizar o nome de um dos nossos amigos, que tanto trabalhou nas rodovias do Distrito Federal, em um viaduto construído por nós. A homenagem ao Antônio representa a todos os servidores do DER/DF ao longo desses 60 anos de existência do órgão”, disse Fauzi.

Status da obra

O Viaduto Antônio Gomes Filho, situado na Estrada Parque Indústria e Abastecimento (DF- 003) representa a última obra da Ligação Torto-Colorado, que somada com as do Trevo de Triagem Norte (TTN) formam o Complexo Viário Joaquim Roriz. Este complexo vai mudar a vida de aproximadamente 100 mil motoristas que trafegam pela Saída Norte do Distrito Federal todos os dias.

Atualmente o elevado está na última fase da obra, com 98% de todo o serviço executado. Hoje os 100 trabalhadores da obra executam a conclusão do tabuleiro da estrutura – por onde circulam os veículos, no encabeçamento e na pavimentação asfáltica do viaduto.

A próxima e última etapa será a instalação de guarda-corpos e, por fim, a sinalização horizontal e vertical.

De acordo com o superintendente de obras do DER/DF, Cristiano Cavalcante, todo o serviço deve ser finalizado em meados de abril deste ano. “Estimamos que em mais um mês e meio essa obra de arte especial estará totalmente concluída e liberada para os veículos. Quando isso ocorrer, teremos finalizado por completo essa grandiosa obra”.

História do complexo

O Complexo Viário Joaquim Roriz reúne 26 obras de arte especiais, entre pontes e elevados, e teve um investimento de R$ 200 milhões, com recursos vindos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O conjunto de vias foi batizado em homenagem ao ex-governador Joaquim Roriz, que comandou o Distrito Federal por quatro mandatos. A condecoração foi publicada no Diário Oficial do DF em 04 de fevereiro de 2020.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui