A “regra dos 70%” de de Jeff Bezos

Saiba como praticar esta técnica do fundador da Amazone que todas empresas deviam seguir.

Existem companhias que tomam decisões rapidamente e se arrependem. Outras demoram para se decidir e também enfrentam o fracasso. Jeff Bezos, fundador da gigante de comércio eletrônico Amazon, segue uma regra que soluciona essas duas situações.

Em uma carta anual a acionistas, Bezos contou como ele toma decisões pela “regra dos 70%“. Segundo o site americano Inc.com, empresário reconhece que os empreendedores nem sempre têm acesso a todas as informações em que poderiam basear uma decisão e que, na maioria dos casos, esperar por elas é um problema.

“A maioria das decisões deveria ser tomada com cerca de 70% das informações que você gostaria de ter. Se você esperar pelos 90%, você provavelmente está sendo lento demais”, escreveu Bezos.

Saber se você já tem 70% das informações é a parte mais difícil. É uma questão de experiência e de tempo até você descobrir quando é hora tomar decisões ou de esperar.

Pense se você tem cerca de 70% dos dados necessários antes de ir a uma reunião. Por exemplo, você analisou prós e contras que alguma decisão teria no seu negócio e qual o tamanho da oportunidade?

Considere também o risco de estar errado. Como diria Jeff Bezos: se você tem certeza de que está tomando a decisão correta, provavelmente perdeu tempo.

Outro segredo de Bezos: a análise das cinco causas

Em uma reunião, Bezos descobriu que um funcionário machucou seu dedo na linha de produção. O empresário usou a lousa da sala e mostrou a todos cinco formas de analisar a causa pela qual o funcionário tinha se ferido e como a Amazon poderia evitar que esse acidente acontecesse de novo.

Os 5 Porquês (5-Why) – Análise da Causa Raiz – Qualidade Total

Essa análise das cinco causas também é usada na fabricante de automóveis Toyota. Surge da convicção de que mesmo os problemas mais complexos têm causas simples, desde que você faça perguntas suficientes. No caso de Bezos, estas foram as perguntas e respostas:

– Por que o funcionário se machucou? Seu dedo ficou preso na linha de produção.
– Por que seu dedo ficou preso? Ele queria pegar sua mochila, que estava na linha de produção.
– Por que a mochila estava em um equipamento que se move? A linha de produção estava desligada naquele momento, mas depois começou a se mover.
– Por que ele colocou a mochila na linha, para começo de conversa? O funcionário estava usando a linha como uma mesa.
– Por que ele usou a linha como uma mesa? Porque não havia outro lugar para colocar sua mochila.

Então, a raiz do problema estava na necessidade de uma mesa. A Amazon criou estações fixas ou portáteis para seus funcionários usarem.

Como aplicar este truque usado por Jeff Bezos?
Na sua rotina, não é preciso fazer cinco perguntas exatamente. Pergunte o suficiente para descobrir a raiz do problema.

Este truque usado por Jeff Bezos é interessante porque não procura culpados por um grande problema corporativo. O exercício também serve como uma experiência de aprendizado. Os outros participantes daquela reunião usarão a mesma técnica em outros problemas da empresa.

“Um diferencial da Amazon é a maneira como suas pessoas pensam.  Boa parte dessa mentalidade vem da influência de Jeff Bezos. Ele se coloca como exemplo”, escreve Abilla.

FONTE: REVISTA PEGN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui