Ministros Fux, Alexandre de Moraes e Marco Aurélio Mello batem boca em debate sobre liberdade de Daniel Silveira

Não aceito “mordaça”

Por Hélio Rosa

Em seção que debatia possível relaxamento da prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), acusado de incitar atos antidemocráticos, inclusive contra o Supremo Tribunal Federal, foi marcado pela discussão entre os ministros.

Segundo o relator do caso, ministro Alexandre de Moraes, os advogados do deputado não apresentaram defesa, motivo pelo qual lhes concedeu 15 dias para apresentação da mesma, e só então passariam os ministros a discutir o relaxamento da prisão.

Nesse momento o ministro Marco Aurélio interpelou os colegas pedindo que se analisasse a possibilidade de se liberar Daniel Silveira desde já, quando o presidente da corte, Luiz Fux não aceitou o pedido. Contrariado o ministro mais antigo do STF logo disparou acusando Fux de autoritarismo.

O relator também se manifestou contra as palavras do ministro Marco Aurélio, alegando que o pedido era um desrespeito ao relator, quando então ouviu o Mello lhe chamar de xerife, insinuando que sua atuação excede aquelas que são pertinentes às de um juiz.

Assim o Deputado Daniel Silveira, acusado de incitar a violência em vídeos contra o STF permanecerá preso por, no mínimo, mais quinze dias.

Helio Rosa, planaltinense, 50 anos, casado, pai de três filhos, graduado em ciências naturais e gestão pública. Jornalista e especialista em Administração Pública e Gerência de Cidades. Fez Agenda 21 e Coleta Seletiva. Foi Conselheiro do CONAM-DF e do CBH-Paranaiba. Está como Presidente do Conselho de Desenvolvimento Nacional - CDN. Ministra cursos de empreendedorismo, terceiro setor, trabalho remoto, economias circular, criativa e compartilhada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui