Alegando problemas de saúde, Pazuello pede para sair de ministério

Cotada para assumir a pasta está em Brasília e deve ter encontro com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ainda hoje

Por Redação*

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, pediu para sair do Ministério alegando problemas de saúde. A informação é do jornal O Globo, do Rio de Janeiro.

Segundo a publicação, Pazuello alegou ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que precisará de mais tempo para se reabilitar.

Dois nomes são cotados para assumir o Ministério da Saúde caso a queda de Pazuello seja confirmada, de acordo com o jornal carioca. Ludhmilla Abrahão Hajjar, professora associada da USP, e Marcelo Queiroga, presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia.

A queda do ministro acontece em um dos piores momentos da pandemia de Covid-19 no Brasil. Segundo o consórcio de veículos de imprensa, 277 mil pessoas morreram da doença no país. Mais de 11 milhões de pessoas foram infectadas pela enfermidade.

O jornal Folha de São Paulo informou que Hajjar já está em Brasília para um encontro com o presidente. Cardiologista e especialista em Covid, a médica tratou do próprio Pazuello quando ele teve a doença. No Distrito Federal, cuidou de outros pacientes importantes, como Tarcísio de Freitas, da Infraestrutura, ministros do Superior Tribunal de Justiça, Dias Toffoli, quando presidente do Supremo, e os ex-presidentes Rodrigo Maia (Câmara) e Davi Alcolumbre (Senado).

BSB TIMES [*Info: A Cidade On]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui