Milhares de manifestantes saem às ruas no Brasil em apoio a Bolsonaro e fim do Lockdown

Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Distrito Federal e boa parte do Brasil fazem manifestações e carreatas

Por Helio Rosa

Em Brasília, hoje (14), os manifestantes ocuparam faixas do Eixo Monumental, na Esplanada dos Ministérios. Segundo Polícia Militar, não houve ocorrências, as pessoas pediam o fim do lockdown no DF. A carreata saiu da Torre de TV e seguiu pelo Eixo Monumental, em direção à Esplanada dos Ministérios.

No Rio de Janeiro, na Praia de Copacabana, milhares de pessoas manifestaram contra as medidas restritivas de enfrentamento ao vírus e contra a possibilidade de lockdown na manhã deste domingo (14/3). O ato começou por volta das 10h, com pouco mais de 200 pessoas, que caminharam pela pista usada como área de lazer. Ao som do Hino Nacional e com camisetas da seleção brasileira de futebol, alguns pediam a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em São Paulo, um grupo de manifestantes fez uma carreata pela capital paulista na manhã deste domingo (14) a favor do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) , e contra as medidas de restrição impostas pelo governador, João Doria (PSDB), para tentar conter a propagação do coronavírus no estado. O ato dos apoiadores de Bolsonaro terminou na Avenida Paulista, centro da cidade, com um protesto em frente à Federação das Indústrias do Estado de SP (Fiesp) pedindo intervenção militar com Bolsonaro. Os participantes pediam ainda o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF) e o impeachment de Doria, mesmo sabendo que a ameaça ao STF é um ato antidemocrático.

Manifestantes realizam carreata também em Porto Alegre contra medidas restritivas . Ato começou na manhã deste domingo (14). Uma carreata a favor da reabertura do comércio mobilizou centenas de manifestantes em Porto Alegre. Munidos com bandeiras do Brasil e cartazes com mensagens como “O Congresso não se importa com o Brasil”, eles ignoraram as orientações das autoridades da saúde e saíram às ruas para pedir a retomada do comércio na cidade. Ao passar pela principais vias do Centro Histórico, após se reunir no Largo da Epatur.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui