Maju Coutinho e o “choro livre”: Globo tenta amenizar o estrago

Apresentadora usou o termo ao defender as medidas de isolamento e o fechamento do comércio, mas as palavras foram recebidas como ofensa por milhões de trabalhadores e pequenos empresários.

Por Hélio Rosa

Repercutiram muito negativamente as falas da apresentadora do Jornal Hoje, e a  Globo se viu forçada a emitir nota a respeito. A emissora não se desculpou pelas falas de sua jornalista, Maria Júlia Coutinho, se limitando a “realinhar” o “entendimento” das falas:

“Maria Julia Coutinho quis dizer ontem que, por mais amargas que sejam, as medidas de isolamento social são necessárias. Sobre a dor daqueles que precisam manter seus negócios fechados, assunto abordado no Jornal Hoje desta quarta-feira, Maria Julia Coutinho disse ao final da reportagem: ‘Desejo também agilidade do governo e do Congresso para atender os empresários e também as famílias que estão aguardando auxílio emergencial”, disse a emissora em comunicado.

Leia também:

Ministério Público quer saber: onde foram parar os equipamentos dos hospitais de campanha?

Felipe Neto chama Bolsonaro de “genocida” e pode responder pela Lei de Segurança Nacional

Independente da percepção que a emissora carioca queira dar às palavras de sua âncora milhares de pessoas compartilharam o vídeo com as palavras ditas do balcão do telejornal de maior audiência ao meio dia, com severas críticas à insensibilidade da apresentadora.

A deputada Bia Kicis disparou: Que absurdo, Maju Coutinho! Quanta indiferença.

A Deputada distrital do DF, Julia Lucy, comentou: A lágrima de um pai de família desempregado é livre?

O Deputato federal, Eduardo Bolsonaro foi o mais duro: falou em “arrogância e deboche” da apresentadora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui