GDF 2022: O risco de ter construído a casa sem base, desestruturada, firmada na areia

Político sem base; a areia causa maresia, oxida e desmorona

Por Helio Rosa

Talvez o DF não tenha muita experiência em detectar uma casa firmada na areia, por que não tem mar, mas o “quadradinho distrital” possui muitas nascentes e cursos d’água, onde podemos dizer que “até as águas se encontram”, realmente todos os rios se deságuam no mar.

A imagem de uma cobra consumindo a própria cauda significa que a história sempre volta, não existe nada novo. Em 2.006, originou uma série de uma temporada que teve poucos capítulos, mas a segunda temporada está se construindo para 2.022 com capítulos que poderão durar até uma década.

O protagonismo político pode ser arrefecido quando no jogo as pedras do xadrez ficam todas embaralhadas. O difícil mesmo é se achar o rei, enquanto afinal quem realmente tem mais mobilidade é a rainha.

A rocha sedimentar pode ocupar grande extensão, mas são fracas, representam apenas 5% da crosta terrestre, enquanto a planta Arruda pode ter o poder da arnica, serve para tudo, inclusive para quem tem a confiança mística.

A população pode se achar enganada, mas está arrodeada faz tempo pela mobilidade e representação de 09 partidos que servem mesmo como 09 peões. A torre de tv não anda, mas o cavalo da esplanada sim. O melhor de tudo é a prudência que é a chave da sabedoria.

Cuidado, quando nos achamos o último biscoito do pacote, ele pode estar quebrado e murcho!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui