A importância das lideranças comunitárias nas próximas eleições

Nas próximas eleições, partidos políticos tenderão a apresentar seus candidatos às comunidades, de forma nada tradicional

Por Aluizio Torrecillas

Impedidos de contato direto com o público votante devido a crise pandêmica que assola o país e o mundo, poderão apostar suas fichas nas Redes Sociais.

Postulantes a cargos políticos, para compensar a falta do diálogo cara a cara com o eleitor, preparam-se para apresentar suas qualidades  de “forma digital”, o que alías, poderá ser ponto forte.

Eleitores terão oportunidade de analisar detalhadamente o programa de cada candidato; o que será prometido; promessas esdrúxulas, se houver, estarão registradas nas redes sociais para avaliação e consideração da população.

Momentaneamente, ganharão mais visibilidade políticos tradicionais, com ou sem mandatos, aqueles que contam com uma forte estrutura de profissionais especializados em mídias digitais; os que possuem o “dom da oratória” e o poder do convencimento.

Momentaneamente!

De promessas inexequíveis, o público estará “vacinado”, podendo  não dar crédito aos “políticos cebola”; aqueles que choram em público, carregando em seus bolsos para a fabricação de lágrimas artificiais, pedaços de réstia de cebola.

Neste sentido, torna-se necessária a figura da Liderança Comunitária comprometida com sua comunidade, desde que séria, honesta e que não se venda por uma onça, um peixe, um mico leão, araras ou mesmo Lobo Guará.

Revista Diária sai na frente, disponibilizando espaço para apresentação dos Líderes Comunitários.

Boa leitura e análise. Ao final, vídeo completo desta entrevista.

Forte Abraço, Aluizio Torrecillas


Começaremos esta série de entrevistas com Leonilson Andrade , morador e Líder Comunitário na Região Administrativa do Paranoá e Itapoã.

Leonilson Andrade

REVISTA DIÁRIA: A FEBRALICO – Federação Brasiliense dos Líderes Comunitários – surge em momento delicado para a população. Ela pode representar um celeiro de nomes para as próximas eleições?

LEONILSON ANDRADE: A Federação será um novo caminho. Serão identificadas lideranças de verdade; pessoas comprometidas com o povo, com as causas sociais, culturais, educacionais, esportes, desenvolvimento, saúde. Comprometidas em buscar soluções para os problemas que atingem a população.


REVISTA DIÁRIA: Que avaliação pode ser feita dos atuais executivo e legislativo do DF?

LEONILSON ANDRADE: Poderia estar melhor se o Governador tivesse tomado algumas medidas necessárias e cumprisse mais as promessas de campanha. Daria uma nota 6 para o governador e seus  secretários.

Quanto a Camara Legislativa, está deixando a desejar. Talvez apenas 10% dos deputados eleitos, estejam fazendo um bom trabalho. No máximo! É a câmara mais cara do país. Precisa melhorar muito.


REVISTA DIÁRIA: A pandemia e suas consequências prejudicaram as performances do executivo e do legislativo do DF?

LEONILSON ANDRADE: A população esperava bem mais da atuação dos parlamentares do Distrito Federal. Precisavam se empenhar mais, apesar da pandemia. O Governo Federal destinou R$ 9.8 bilhões ao DF. Tais recursos deveriam ser bem fiscalizados e com mais rigor; de perto, para que a população pudesse ser melhor atendida nesta pandemia.


REVISTA DIÁRIA: O DF avançou econômica e socialmente durante a pandemia?

LEONILSON ANDRADE: O GDF “engatou uma ré” na questão econômica. Medidas ditatoriais foram adotadas; lockdowns, fechou comércio, quebrou empresários, fomentou  o desemprego, a fome a miséria e o desespero nas pessoas.


REVISTA DIÁRIA: Quais as maiores aspirações do brasiliense para a próxima legislatura?

LEONILSON ANDRADE: A população tem que focar no candidato que represente verdadeiramente sua comunidade, que desenvolva trabalhos em sua comunidade, seja ele quem for, senão cairemos no mesmo engodo de sempre. Há cada 4 anos é a mesma história. Promessas e mais promessas.

Muitos, em eleições, compram eleitores com cesta básica, telhados, gás, contas a pagar, promessas de emprego, etc. Estamos cheios de promessas não cumpridas. Quando chegam lá, esquecem a comunidade. Acham que está tudo pago.

O eleitor tem que se envolver mais. É preciso saber escolher melhor. Chega de gente paraquedas! Pessoas descompromissadas que não conhecem a comunidade. Este foco não podemos perder jamais.


REVISTA DIÁRIA: Ainda há espaço relevante para a candidatura de um outsider?

LEONILSON ANDRADE: Há espaço para novas pessoas mostrarem seu talento, sua dedicação com a população. Na Câmara Legislativa, as velhas raposas conseguiram dominar os novos parlamentares. Temos que escolher melhor nossos representantes. Analisar seu passado, trabalhos na comunidade, etc. Chega de aventureiros. Renovar é preciso!


Aluizio Torrecillas. Especialista SR nas áreas Institucional e Corporativa; Especialista em Ouvidorias Públicas; Gestor em Marketing. Vice-Presidente na Federação Brasiliense de Líderes Comunitários – FEBRALICO. Membro do Movimento Legado Dr. Frejat. Nas horas vagas, Jornalista. E-mail: [email protected]


ASSISTA EM VÍDEO A ENTREVISTA COMPLETA COM O LÍDER COMUNITÁRIO LEONILSON ANDRADE. CLICA NO PLAY! 

Tocador de vídeo

Fonte: Revista Diária

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui