Internet das Coisas: como será o futuro das casas

Dispositivos conectados e integrados em todos os ambientes vão garantir segurança, praticidade, acessibilidade e mais conforto

A Internet das Coisas (IoT) está cada vez mais presente em equipamentos e aparelhos que antes funcionavam desconectados – não apenas da internet, mas de qualquer outro circuito. Em uma casa, sua principal função é garantir mais conforto, praticidade, acessibilidade e segurança aos moradores. O Shoptime mostra o que já é possível ter em uma casa inteligente e o que estará disponível num futuro próximo.

A automação total de uma residência exige um projeto completo desenvolvido desde a construção, ou com obras significativas para tornar uma casa ou apartamento totalmente inteligente e conectado.

É provável que a integração das smart homes seja mais acessível, falando do custo, e até incentivada no futuro, com soluções de economia e geração de energia (provavelmente solar), economia e reuso de água, segurança e facilidade de acesso, inclusive para pessoas com mobilidade reduzida e deficiência.

Eletrodomésticos, eletrônicos e soluções smart exigem não apenas instalações elétricas modernizadas, como também uma conexão de internet sem fio estável e que suporte múltiplos aparelhos conectados, por toda a casa. Isso demanda mais eficiência nos repetidores de Wi-Fi e Bluetooth. É provável que a altíssima velocidade do 5G seja a resposta para essa necessidade.

Assistentes de voz

A integração entre os equipamentos e os assistentes de voz, presentes em Smart TVs, caixas de som inteligentes e outros dispositivos smart, também vem sendo aprimorada. Além de avisar sobre compromissos da agenda pessoal e de trabalho, alarmes e timers que você mesmo programa, sua interatividade alcançará novos níveis.

Em sincronia com o fogão e forno inteligente, eles vão avisar quando uma receita alcançou o ponto desejado; com o micro-ondas, para solicitar que você coloque um recipiente com água para iniciar a função de auto-limpeza; ou com geladeira, para incluir leite e refrigerante na sua lista de compras do supermercado, pois os itens acabaram.

Atualmente, já é possível receber alertas de eletrodomésticos smart, como o fim do ciclo da máquina de lavar; e programar rotinas com outros dispositivos sincronizados, como abrir as persianas elétricas do quarto e tocar um estilo de música para acordar; ligar o ar-condicionado na temperatura indicada e as luzes do escritório no horário do início do trabalho; acender as luzes externas ao escurecer, enquanto aciona as fechaduras das portas e do portão automático, etc.

A aplicação de recursos de inteligência artificial vai permitir que os assistentes virtuais façam sugestões de novas rotinas e ações a partir do perfil dos moradores, como perguntar se o portão automático deve ser trancado, visto que você chegou em casa mais cedo; se você permite acionar a tomada do videogame para instalar a última atualização do sistema; ou se deve regular a temperatura da geladeira, com a previsão de dias mais quentes.

Enquanto não chegamos a esse nível de interatividade e de disponibilidade dos dispositivos, há uma série de avanços que você já pode introduzir na sua casa. Já falamos aqui sobre os avanços em eletrodomésticos e eletroportáteis smart para a cozinha.

Em muitos casos, não há necessidade de instalação especial, apenas ligar os aparelhos e conectá-los à sua rede Wi-Fi. Veja a seguir.

Iluminação inteligente

Não é complicado começar a automação da sua casa pela iluminação. Atualmente, você pode investir em lâmpadas inteligentes, sistemas conectados de LED ou interruptores smart.

As lâmpadas inteligentes têm como vantagem a economia de energia, o controle da intensidade e das cores. Há dispositivos, incluindo alguns sistemas de LED que servem de iluminação secundária ou decorativa, e que podem ser sincronizados com o som da Smart TV ou da música que está tocando em um smart speaker.

Em sua maioria, as lâmpadas funcionam sem problema em bocais e luminárias padrão, controladas por app para smartphones ou por assistentes de voz.

A alternativa para ter um sistema de iluminação conectada é apostar nos interruptores inteligentes, ou smart switches. É preciso conferir se o dispositivo é compatível com as instalações da sua rede elétrica para controlar as lâmpadas (comuns ou smart) também via app ou assistente virtual.

Caixa de som inteligente

A maioria dos dispositivos e aparelhos inteligentes possuem apps para celular, para serem monitorados e controlados. Alguns desses eletrônicos, como Smart TVs, são compatíveis com assistentes de voz, como o Google Home e a Siri, mas é preciso que já estejam ligados para a inteligência artificial funcionar.

Uma forma de melhorar a acessibilidade e controlar tudo com comandos de voz é investir em uma caixa de som inteligente, como a linha Google Nest e Hub. Juntamente com as lâmpadas conectadas, smart speakers costumam ser os primeiros investimentos na automação residencial.

Esse tipo de dispositivo funciona não apenas para tocar música e podcasts: os microfones detectam quando você chama pela assistente. Elas podem responder perguntas, ler receitas, dar a previsão do tempo, alertar para compromissos da sua agenda e fazer a operação dos outros dispositivos smart, como acender uma lâmpada, ligar um smart plugue ou trancar uma fechadura conectada.

Smart plugues

Outro produto que pode ajudar em deixar sua casa conectada são os smart plugues. As tomadas inteligentes podem controlar com precisão o fluxo de energia e transformar em smart qualquer outro equipamento. Elas são acessíveis, fáceis de instalar e especialmente úteis para tomadas de difícil acesso.

Você liga e desliga aparelhos que podem ser desconectados da energia para economizar ou por segurança. As tomadas inteligentes também podem ser usadas em eletroportáteis, como uma cafeteira ou uma torradeira, para ter café pronto e pães tostadinhos ao chegar na cozinha.

Fechaduras e campainhas

As fechaduras inteligentes protegem a casa e evitam que você se preocupe em esquecer as chaves. Os modelos podem operar com código, biometria, sensores e pelo celular, além de terem conexão com os assistentes de voz, com medidas de segurança para evitar a abertura por desconhecidos.

Também há campainhas conectadas, que contam com câmera, reconhecimento facial e microfone, para falar com quem está do lado de fora da sua casa. É possível cadastrar respostas quando estiver fora e verificar o registro de visitantes, com fotos ou vídeos de quem bateu à sua porta.

Câmeras e sensores de segurança

Opções mais modernas para monitorar a casa, as câmeras inteligentes podem ser acionadas com movimento, gravar imagens e enviar para um app no seu smartphone ou dispositivo smart com tela. Podem ser usadas em ambientes internos e externos.

Além das câmeras, estão disponíveis diversos tipos de sensores smart, incluindo sensores de presença e sensores de abertura, para portas e janelas. Uma vez acionados, eles enviam um alerta para outros dispositivos e para seu smartphone. Podem ainda acionar rotinas, como acender as luzes ou tocar um alarme.

Você encontra dezenas de dispositivos, eletrodomésticos e eletrônicos smart no Shoptime, que tem tudo o que sua casa precisa.

Shoptime

Helio Rosa, planaltinense, 50 anos, casado, pai de três filhos, graduado em ciências naturais e gestão pública. Jornalista e especialista em Administração Pública e Gerência de Cidades. Fez Agenda 21 e Coleta Seletiva. Foi Conselheiro do CONAM-DF e do CBH-Paranaiba. Está como Presidente do Conselho de Desenvolvimento Nacional - CDN. Ministra cursos de empreendedorismo, terceiro setor, trabalho remoto, economias circular, criativa e compartilhada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui