Ciro Nogueira rebate Randolfe – ‘desesperado está o senhor’

Bate boca entre os senadores serviu de inauguração à CPI da Pandemia, antes do demoimento de Luiz Henrique Mandetta

O depoimento do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta nesta terça-feira (04/05) na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID-19, instalada pelo Senado Federal, começou com atraso de cerca de uma hora. Isso porque um debate sobre o plano de trabalho, até com bate-boca entre senadores, ocorreu logo que a reunião foi aberta.

Eduardo Girão (Podemos-CE) pediu questão de ordem para exigir que os repasses federais a estados e municípios fosse analisada. Isso, contudo, já consta no plano de trabalho.
Randolfe Rodrigues (Rede-AP) questionou Girão e pediu que os colegas “fossem ao trabalho”, já que Mandetta aguardava para depor. O depoimento deveria começar por volta das 10h. Ciro Nogueira (PP-PI) também interviu, e começou bateu-boca.
O presidente Omar Aziz (PSD-AM) precisou acalmar os ânimos durante a sessão. O depoimento de Mandetta começou por volta das 11h, após entendimentos entre os membros da comissão.
Fonte: Estado de Minas

Helio Rosa, planaltinense, 50 anos, casado, pai de três filhos, graduado em ciências naturais e gestão pública. Jornalista e especialista em Administração Pública e Gerência de Cidades. Fez Agenda 21 e Coleta Seletiva. Foi Conselheiro do CONAM-DF e do CBH-Paranaiba. Está como Presidente do Conselho de Desenvolvimento Nacional - CDN. Ministra cursos de empreendedorismo, terceiro setor, trabalho remoto, economias circular, criativa e compartilhada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui