Senadores governistas protestam contra espaço da bancada feminina na CPI

Dos integrantes da CPI da Covid, nenhuma é mulher

Senadores alinhados ao presidente Jair Bolsonaro na CPI da Covid protestaram nesta quarta-feira 5 contra a fala de integrantes da bancada feminina do Senado Federal. Dos parlamentares que fazem parte da comissão, nenhuma é mulher.

Nesta terça-feira 4, o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), decidiu conceder espaço a integrantes da bancada após pedido das senadoras. Na ocasião, nenhum parlamentar foi contra.

Na sessão desta quarta, quando a senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) foi fazer uso da palavra,  Ciro Nogueira (PP-PI) protestou e alegou que conceder espaço para alguém que não faz parte da comissão não estava no regimento.

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) afirmou que, ao pedirem voz para uma pergunta na CPI, elas queriam ‘dar peia’ no Bolsonaro.

O caso abriu discussão entre os senadores e a sessão que ouve o ex-ministro da Saúde, Nelson Teich, foi pausada por alguns minutos.

Alexandre Putti, Carta Capital

1 COMENTÁRIO

  1. Essa CPI, parece mas jogada política do que investigação; gostaria de saber uma coisa: onde estavam os Senadores, quando fora repatriados vultuosos valores do BNDS, para o exterior. Essa CPI, vai apenas mostrar: quê o Governo Federal na pessoa de Bolsonaro, soube conduzir o Estado com maestria e humanidade. Agora os Governadores terão quê prestar contas dos valores e sua destinação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui