10 Dicas de como evitar o desperdício de alimentos

O Brasil ocupa o 1º lugar no ranking dos países que mais desperdiçam

O Brasil participa, pela terceira vez, do Stop Food Waste Day, movimento  internacional contra o desperdício de alimentos. O objetivo da campanha é conscientizar e engajar as pessoas sobre o consumo consciente de alimentos e a redução do desperdício.

O dia D do movimento será no próximo dia 28 de abril e acontece no momento em que desperdiçar alimento é inadmissível, afinal, a pandemia trouxe consigo o aumento da pobreza e consequentemente da fome.

Segundo dados da FAO/ONU, o Brasil ocupa a décima posição no ranking de países que mais desperdiçam alimentos no dia a dia, totalizando 23,6 toneladas por ano. Além disso, de acordo com especialistas da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o desperdício alimentar afeta toda a cadeia de produção, aumentando gastos e afetando o meio ambiente.

Busque maneiras, novos hábitos que lhe ajudem a acabar com o desperdício na sua casa. A chef e nutricionista Carina Muller, uma das embaixadoras do movimento Stop Food Waste Day, compartilhou algumas dicas de como reduzir o desperdício de alimento no dia a dia:

Comprar a quantidade adequada para o seu consumo

Esse é o primeiro passo para melhorar o desperdício de alimentos. É melhor repetir um prato do que jogar alimentos no lixo.

Buscar utilizar folhas, sementes e cascas em receitas diversas

Muitas sementes, folhas e talos que geralmente jogamos fora são ricos em nutrientes e ficam muito saborosos em diversas receitas. Procure usar os alimentos por inteiro sempre que possível. Para isso, prefira sempre os orgânicos e lave-os com cuidado.

Colocar no prato somente o que vai consumir

Isso vale para as refeições dentro e fora de casa. Sirva-se em quantidades menores e, se ainda estiver com fome, repita. Assim, você evita deixar aquele restinho de comida sempre no prato. Evite também o exagero ao servir as crianças. Comece com pequenas porções para evitar que sobre muita comida no prato dos pequenos.

Tenha uma horta em casa – mesmo em apartamentos é possível!

Ter uma pequena horta ajuda a ter alimentos e temperos sempre frescos e usar apenas a quantidade necessária. Quantas vezes você comprou um maço de manjericão e usou apenas algumas folhas? Com a plantinha em casa, você colhe apenas o que vai usar. Muitas sobras de vegetais e frutas podem ser plantadas, como o alho-poró, cebolinha, alface, alho e abacaxi. O lixo orgânico também pode ser usado para fazer compostagem e adubar sua horta.

Esteja atento às datas de validade dos produtos

Existem aplicativos que ajudam a acompanhar as datas de validade dos produtos que temos em casa. Fique de olho e crie receitas para aproveitar os alimentos próximos do vencimento.

Organize os alimentos para facilitar a visualização de tudo o que está na despensa e na geladeira

A organização é um passo importante para evitar o desperdício de alimentos.

Organize o consumo da semana

O planejamento é um ponto fundamental para evitar perdas de alimentos. Além disso, ele otimiza a criação e diversificação dos pratos.

Dê uma chance aos alimentos feios

Muitas frutas e legumes, apesar de frescos e saborosos, acabam na lata do lixo por não serem bonitos. Valorize também esses produtos, que inclusive costumam ser vendidos com desconto.

Use e abuse das PANCs

As plantas alimentícias não convencionais (PANCs) são aquelas que, apesar de serem comestíveis, não são muito usadas como alimento. “É o caso da azedinha, rica em vitaminas A, B C e sais minerais, e da ora-pro-nóbis, rica em fibras, ferro, proteína, vitaminas e aminoácidos essenciais”, afirma Mara Baggio, nutricionista da GRSA.

Tenha uma lista de compras

Uma família brasileira joga fora cerca de um terço dos alimentos que compra. A partir do planejamento das refeições, faça uma lista e compre apenas o que você sabe que será consumido.

Stéffany Santos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui