Vídeo: McLaren correrá com cores históricas em Mônaco

Aproveitando o novo patrocínio a escuderia inglesa homenageará carros lendários da década de 60

Por Rogério Cirino

Para quem conhece um pouco de automobilismo ver esses carros em azul claro (lembra até a clássica pintura dos fusquinhas) e laranja faz o coração bater mais forte.

Em meados da década de 60 uma verdadeira batalha surgiu nas pistas de Europa, de um lado os americanos e a Ford contra a italiana Ferrari lutaram pelo domínio da mais famosa corrida de carros que existe: as 24 Horas de Le Mans, na França.

Após ser esnobada a Ford (Enso Ferrari teria dito que os carros americanos não passavam de “um monte lata com motor”) e de sucessivas derrotas, finalmente emplacou 1º, 2º e 3º lugares na corrida de 1966. E ganharia de forma consecutiva a corrida até 1969.

O icônico Ford GT40 em roupa de gala – derrotou as Ferrari ‘em casa’

As cores do carro americano e seu patrocinador se tornaram um verdadeiro ícone de velocidade e esportividade, e de tempos em tempos outras equipes se usam delas.

Agora foi a vez da McLarem, que na verdade já ostentou o patrocíno da Gulf (empresa de derivados de petróleo) outras vezes.

Na corrida de Mônaco os carros que levam o sobrenome do inigmático e genial piloto neozelandes Bruce McLaren estarão devidamente vestidos no esquema de cores azul calcinha/laranja.

Curiosidade

Por volta de meados dos anos 2000 a Ford reeditou o GT40 em uma versão de rua. O carro era fenomenal e reconstruia com verossimilidade o bólido da década de 60, mas com tecnologia atual.

Para comemorar as vitórias, 6 unidades foram pintadas com as cores da corrida. Infelizmente uma foi destruida pelo seu proprietário, adivinhem onde? Brasília.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui