Convocação de governador do Amazonas pode rachar esquerda na CPI

O grupo de Senadores formados por “independentes” e oposição, liderados por Randolfe, Omar e Renan, não se entende sobre convocação de Wilson Lima

Por Hélio Rosa

Após o depoimento do ex-ministro Eduardo Pazuello ficou evidente a necessidade de a CPI da Pandemia convocar o governador do Amazonas, Wilson Lima.

Os Senadores do chamado G7, teme que a convocação de governadores faça a CPI pender para o lado onde o Governo Federal quer que ela vá, e retire o foco do Presidente Bolsonaro, mas não consegue mais evitar o óbvio.

Ao responsabilizar o estado do Amazonas pela crise do Oxigênio, porém, Pazuello, força os membros da Comissão a buscar comprovar suas palavras.

A esperança de alguns membros do G7 é que, é que o Amazonas sendo parte do objeto da CPI, seria possível convocar Wilson Lima sem ter de chamar outros governadores. Contudo sabem que a estratégia é arriscada e pode desaguar em um mar de desvios que supostamente os estados incorreram, pondo por água abaixo a esperança de “pegar” Bolsonaro.

Independente da CPI o governador do Amazonas sabe que não será mais possível escapar de investigações, Wilsom Lima já teria, inclusive, alertado seus correligionários para que se preparem par ao pior.

Helio Rosa, planaltinense, 50 anos, casado, pai de três filhos, graduado em ciências naturais e gestão pública. Jornalista e especialista em Administração Pública e Gerência de Cidades. Fez Agenda 21 e Coleta Seletiva. Foi Conselheiro do CONAM-DF e do CBH-Paranaiba. Está como Presidente do Conselho de Desenvolvimento Nacional - CDN. Ministra cursos de empreendedorismo, terceiro setor, trabalho remoto, economias circular, criativa e compartilhada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui