Bolsonaro teria dito a Augusto Aras que André Mendonça será ministro do STF

A resistência ao chefe da AGU no Senado e a proximidade da abertura da vaga, porém, intensificou a concorrência nos últimos dias

Terrivelmente evangélico, André Mendonça será indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para ministro do Supremo Tribunal Federal, em substituição ao decano Marco Aurélio Mello, que se aposenta em julho.

Como o procurador-geral da República, Augusto Aras, também era cotado, Bolsonaro chamou-o para uma conversa e explicou que indicará André Mendonça — supostamente o preferido dos grupos evangélicos que cercam o presidente.

Além de Augusto Aras, o ministro Humberto Martins, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), é um dos cotados para o STF, se André Mendonça for barrado no baile pelo Senado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui