Goiânia terá “maratona da vacinação” contra Covid-19 com drive thru 24 horas no Paço Municipal, anuncia Prefeito

O prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos) anunciou por meio das redes sociais da Prefeitura que a capital terá, entre o sábado (10/07) e o domingo (11/07), 24 horas de vacinação contra a Covid-19. A maratona da vacinação acontecerá em um drive thru que será montado no Paço Municipal.

Segundo o republicano, o esforço se dará para “contemplar o maior número de pessoas na faixa etária atual”. Se houver chegada de novas doses, é possível que haja o decréscimo na idade da imunização. O objetivo da Prefeitura, de acordo com o prefeito, é “atender com conforto as pessoas que não tem condição de se deslocarem durante o dia”.

“A Prefeitura fará uma ação inédita para contemplar o maior número de pessoas na faixa etária atual de imunização contra a Covid-19. Neste sábado, dia 10, teremos a maratona da vacinação com 24 horas diretas e a expectativa é atender com conforto as pessoas que não tem condições de se deslocarem durante o dia. Anota aí: a maratona será das 8 horas da manhã de sábado até as 8 horas da manhã de domingo, sem necessidade de agendamento”, pontuou o prefeito em vídeo publicado nas redes sociais.

Sem agendamento

Quem estiver dentro da faixa etária programada para a ação poderá se vacinar sem agendamento. A partir desta quinta-feira (07/07) os grupos prioritários deixaram de ser utilizados como critérios para vacinação.

A vacinação contra a covid-19 em Goiânia seguirá apenas por faixa etária a partir da próxima remessa de doses que chegarem à capital. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que vai seguir a decisão da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que traz essa determinação.

Segundo a resolução, 100% das doses devem ser destinadas à população em geral, por ordem decrescente.

O Ministério Público Federal, a Defensoria Pública e o Ministério Público de Goiás ingressaram numa Ação Civil Pública questionando a resolução anterior, que permitia que os municípios incluíssem grupos prioritários na vacinação contra a covid-19.

Em Goiânia, segundo a SMS, pacientes com comorbidades, além de idosos, profissionais da saúde e da educação, gestante e puérperas que, ainda não se vacinaram, poderão ainda tomar o imunizante. Grupos profissionais como imprensa, trabalhadores de indústria, caminhoneiros e etc. deixam de ser vacinados pela categoria.

Domingos Ketelbey, Diário de Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui