Na volta de Felipão Grêmio vence LDU na Sul-Americana

Triunfo em Quito encerrou jejum de nove jogos sem vitórias do Tricolor

Por Lincoln Chaves – Repórter da TV Brasil e Rádio Nacional – São Paulo

Após nove jogos sem triunfar, o Grêmio reencontrou o caminho das vitórias. Nesta terça-feira (13), o Tricolor superou a LDU de Quito (Equador) por 1 a 0 no estádio Casa Blanca, na capital equatoriana, no jogo de ida do confronto pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana.

Foi a primeira vitória de Luiz Felipe Scolari na quarta passagem do técnico pelo clube gaúcho. A reestreia havia sido no último sábado (10), na Arena do Grêmio, no empate sem gols diante do Internacional.

Gremistas e equatorianos se reencontram na próxima terça-feira (20), às 19h15 (horário de Brasília), em Porto Alegre. O Tricolor possui a vantagem do empate para se classificar às quartas de final da Sul-Americana. Quem avançar, terá pela frente o ganhador do confronto entre Athletico-PR e América de Cali (Colômbia).

Antes, o Grêmio tenta encerrar a má fase no Campeonato Brasileiro, onde ocupa a lanterna, com apenas três pontos e sem vitórias após nove jogos. Os gaúchos voltam a campo neste sábado (17), contra o Fluminense, às 21h, no Maracanã, no Rio de Janeiro, pela 11ª rodada da competição.

Destaque nos últimos jogos pelo Brasileiro, Gabriel Chapecó foi, novamente, o grande nome tricolor no primeiro tempo, com três defesas fundamentais. Aos oito minutos, defendeu uma finalização de Luis Amarilla, frente a frente com o atacante. Aos 16, o goleiro se esticou no canto para salvar o chute do meia Jordy Alcívar. Vinte minutos depois, evitou o gol equatoriano ao saltar no ângulo e bloquear o arremate do atacante Billy Arce, da entrada da área pela esquerda.

Se Chapecó segurou as pontas na defesa, Léo Pereira fez a parte dele na frente. Aos 18 minutos, o atacante aproveitou o cruzamento do meia Jean Pyerre pela esquerda e abriu o placar de cabeça. Apostando nos contra-ataques e na ligação direta, o Grêmio administrou a vantagem se fechando na defesa e contendo a pressão da LDU.

Na etapa final, a primeira boa chance foi do Grêmio, em cruzamento do lateral Vanderson pela direita, que quase surpreendeu o goleiro Adrián Gabbarini. O desgaste físico da altitude de Quito (2,8 mil metros acima do nível do mar) pesou os anfitriões retomaram o comando das ações. Aos 34, na chance mais clara da LDU, Arce bateu na saída de Chapecó do gol, mas o volante Mateus Sarará salvou em cima da linha. Os equatorianos intensificaram a pressão, mas a defesa tricolor segurou a vantagem até o apito final.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui